Document
PATROCINADORES

Presidente sul-africano Zuma diz que pedido do CNA por renúncia é “injusto”

JOHANESBURGO (Reuters) – O presidente da África do Sul, Jacob Zuma, disse nesta quarta-feira que a determinação do Congresso Nacional Africano (CNA) para que ele renuncie como chefe de Estado é “injusta”, uma vez que o partido não disse o que ele fez de errado.

“Eu não acho que seja justo, eu acho que é injusto”, disse Zuma em entrevista à emissora estatal, sobre o pedido por sua renúncia.

Ele praticamente disse que não irá deixar o cargo, e acrescentou: “Não há nada que eu tenha feito de errado”.

Zuma disse ainda que irá emitir uma declaração mais tarde nesta quarta-feira.

(Reportagem de James Macharia)

tagreuters.com2018binary_LYNXNPEE1D18Z-VIEWIMAGE

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.