Document
PATROCINADORES

Presidente da Turquia deve nomear gabinete para estimular economia

ANCARA (Reuters) – O presidente da Turquia, Tayyip Erdogan, disse neste sábado que nomeará na segunda-feira o gabinete que escolheu, ao renovar a promessa de enfrentar o que chamou de “problemas estruturais” da economia do país.

Movendo-se para reforçar sua autoridade em seu primeiro discurso parlamentar desde que foi reeleito em 24 de junho, ele disse que a Turquia entrará em uma nova era quando fizer o juramento presidencial na segunda-feira.

Erdogan saiu triunfante de seu maior desafio eleitoral em 15 anos, dando a ele os amplos poderes executivos que há muito procurava e estendendo seu controle sobre a nação de 81 milhões de habitantes até pelo menos 2023.

“Como primeiro presidente do novo sistema presidencial, anunciarei o gabinete às 21h de segunda-feira (horário local)… Se Deus quiser, faremos nossa primeira reunião de gabinete na sexta-feira”, disse ele aos deputados de seu Partido AK.

Sob as mudanças, o posto de primeiro-ministro será descartado, e Erdogan selecionará seu próprio gabinete, regulará os ministérios e removerá funcionários públicos, tudo sem aprovação parlamentar.

Erdogan disse na sexta-feira que indicaria ministros de fora do parlamento.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.