Document
PATROCINADORES

Pompeo se reúne com norte-coreanos em Pyongyang para acertar detalhes sobre desnuclearização

Por Hyonhee Shin e John Walcott

SEUL/WASHINGTON (Reuters) – O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, se reuniu com autoridades norte-coreanas nesta sexta-feira em Pyongyang, na esperança de “esclarecer” alguns detalhes sobre o desmantelamento do programa nuclear da Coreia do Norte e recuperar os restos mortais de soldados dos EUA desaparecidos durante a Guerra da Coreia.

Pompeo se encontrou com Kim Yong Chol, que juntamente com ele desempenhou um papel crucial na preparação da cúpula do mês passado entre o presidente dos EUA, Donald Trump, e o líder norte-coreano, Kim Jong Un, em Cingapura, de acordo com uma reportagem conjunta de repórteres que viajam com o secretário.

A reunião de Pompeo com Kim deve durar “algumas horas” e não se sabe ao certo se ele se encontrará com Kim Jong Un, disse a reportagem. Ele passará a noite em Pyongyang, a primeira vez que pernoita na Coreia do Norte.

“A reunião de hoje é uma reunião realmente significativa”, disse Kim Yong Chol a Pompeo.

“Sim, concordo”, respondeu Pompeo. “Espero por ela e conto que seja muito produtiva”.

Na cúpula de Cingapura, Kim Jong Un assumiu o compromisso de “trabalhar rumo à desnuclearização”, mas não detalhou como ou quando desativará o programa nuclear que desenvolveu desafiando resoluções do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU).

“O presidente me disse que acredita que o presidente Kim vê um futuro diferente e mais brilhante para o povo da Coreia do Norte. Nós dois esperamos que isso seja verdade”, disse Pompeo no Twitter depois de uma conversa por telefone com Trump quando seguia para a Coreia do Norte.

“Próxima parada: Pyongyang. Espero poder continuar minhas reuniões com líderes norte-coreanos. Há muito trabalho duro pela frente, mas a paz vale a pena”, acrescentou.

Pompeo disse que está tentando “esclarecer” alguns detalhes sobre os compromissos norte-coreanos e manter o incentivo para a implantação do acordo resultante da cúpula, segundo a reportagem conjunta.

O secretário tentará obter consentimento ao menos a respeito de uma lista inicial de instalações nucleares e um inventário que possam ser comparados com a inteligência disponível, disseram autoridades de inteligência à Reuters.

Também terá destaque na agenda a questão dos corpos de soldados norte-americanos desaparecidos durante a Guerra da Coreia de 1950-53. Após a cúpula de Cingapura, Trump disse que ele e Kim concordaram em enviá-los de volta aos EUA.

(Reportagem adicional de Lesley Wroughton em Washington)

tagreuters.com2018binary_LYNXMPEE6511D-VIEWIMAGE

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.