PATROCINADORES

Planos de enriquecimento de urânio do Irã se aproximam de “linha vermelha”, diz ministro francês

PARIS (Reuters) – A declaração do Irã de que pode aumentar sua capacidade de enriquecimento de urânio se um acordo nuclear com potências mundiais fracassar se aproxima de uma “linha vermelha”, disse o ministro de Relações Exteriores da França, Jean-Yves Le Drian, nesta quarta-feira.

O líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, disse na segunda-feira que havia ordenado preparações para aumentar o enriquecimento de urânio no país se o acordo nuclear fracassar depois da retirada dos Estados Unidos no mês passado.

Khamenei também informou à agência nuclear da ONU de planos “preliminares” para produzir a matéria-prima para centrífugas utilizadas para enriquecer o urânio.

“Essa iniciativa não é bem-vinda. Mostra um tipo de irritação”, disse Le Drian à rádio Europe 1. “É sempre perigoso flertar com as linhas vermelhas, mas a iniciativa tomada… permanece totalmente dentro do âmbito do acordo (nuclear) de Viena”.

Tensões entre Irã e o Ocidente têm crescido desde que o presidente dos EUA, Donald Trump, retirou os Estados Unidos do acordo nuclear de 2015 no mês passado, chamando o tratado de profundamente falho e impondo novamente sanções unilaterais contra Teerã.

(Reportagem de Sudip Kar-Gupta, John Irish e Yann Le Guernigou)

tagreuters.com2018binary_LYNXNPEE550RN-VIEWIMAGE

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis − doze =

Pergunte para a

Mônica.