PATROCINADORES

Justiça determina condução coercitiva e quebras de sigilos do presidente do BNDES

BRASÍLIA (Reuters) – O juiz federal Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª vara federal do Distrito Federal, determinou nesta quinta-feira a condução coercitiva do presidente do BNDES, Paulo Rabello de Castro, segundo decisão judicial obtida pela Reuters.

A ordem tinha o objetivo de colher o depoimento de Rabello Castro como representante da SR Rating, na operação Pausare, que apura desvios do fundo de pensão Postalis.

A decisão também determinou quebra de sigilos bancário e fiscal de Rabello de Castro entre 1 de janeiro de 2010 e 31 de agosto de 2017.

(Por Ricardo Brito)

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + 19 =

Pergunte para a

Mônica.