Document
PATROCINADORES

Grupo associado à Al Qaeda reivindica responsabilidade por ataques em Burkina Faso

NOUAKCHOTT (Reuters) – Um grupo de Mali associado à Al Qaeda reivindicou responsabilidade pelos ataques à capital de Burkina Faso, Ouagadougou, que mataram oito pessoas no quartel-general do Exército e na embaixada francesa, de acordo com a agência de notícias mauritana Alakhbar.

O grupo, Jama’a Nusrat ul-Islam wa al-Muslimin (JNIM), geralmente usa a Alakhbar para reivindicar responsabilidade por ataques contra alvos civis e militares na região de Sahel, no oeste da África. 

A Alakhbar, citando uma gravação do grupo, publicou que os ataques foram realizados em resposta à morte de um dos líderes do JNIM, Mohamed Hance al-Ancari, em uma batida recente de forças francesas.

Os ataques mataram oito pessoas e feriram outras dezenas em uma ofensiva coordenada. 

(Reportagem de Kissima Diagana)

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.