PATROCINADORES

Ex-premiê da Malásia é preso em investigação de corrupção

Por Joseph Sipalan e Rozanna Latiff

KUALA LUMPUR (Reuters) – Agentes de combate à corrupção na Malásia prenderam o ex-primeiro ministro do país Najib Razak, nesta terça-feira, como parte de uma investigação sobre recursos que desapareceram de um fundo estatal que ele criou há quase uma década, e autoridades disseram que o ex-premiê será acusado oficialmente em um tribunal na quarta-feira.

Desde uma surpreendente derrota eleitoral para seu ex-mentor Mahathir Mohamad em maio, Najib está proibido de deixar a Malásia e teve milhões de dólares em itens apreendidos em propriedades ligadas a ele como parte de uma investigação sobre o fundo 1Malaysia Development Berhad (1MDB).

Mahathir, de 92 anos, disse em entrevista à Reuters no mês passado que fraude e suborno com dinheiro estatal estavam entre as acusações que a Malásia pretendia apresentar contra Najib, de 64 anos, acrescentando que tinha um “caso quase perfeito” contra ele.

Najib foi preso em investigação sobre a SRC International, uma ex-unidade do 1MDB, segundo uma força-tarefa responsável por investigar o fundo nesta terça-feira. Uma fonte próxima da família de Najib disse que ele deve ser acusado por abuso de poder na SRC.

Agentes de combate à corrupção prenderam Najib em sua casa após entregar uma ordem de detenção, disseram fontes próximas à família. Um porta-voz de Najib não tinha comentário de imediato, e Najib tem negado repetidamente qualquer irregularidade.

Fundado por Najib em 2009, o fundo 1MDB está sendo investigado em ao menos seis países por suposta lavagem de dinheiro e corrupção.

tagreuters.com2018binary_LYNXMPEE620XE-VIEWIMAGE

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × quatro =

Pergunte para a

Mônica.