Document
PATROCINADORES

DESTAQUES-Trump e Putin falam de busca de cooperação, eleições e Síria em cúpula

HELSINQUE (Reuters) – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se encontrou com o presidente da Rússia, Vladimir Putin, nesta segunda-feira, em uma muito aguardada cúpula ofuscada por Trump culpando a “tolice e estupidez” de seu próprio país pelos laços hostis entre Washington e Moscou.

Abaixo, seguem destaques de comentários feitos por Trump e Putin em coletiva de imprensa após sua reunião na capital da Finlândia, Helsinque.

COMENTÁRIOS INICIAIS DE TRUMP:

“Diplomacia e envolvimento são preferíveis a conflito e hostilidade… Não é apenas bom para os Estados Unidos e para a Rússia, mas bom para o mundo.”

“Eu não irei tomar decisões sobre política externa para agradar a mídia ou os democratas que não querem fazer nada se não resistir e obstruir. Eu prefiro tomar riscos políticos em busca da paz, do que arriscar a paz em busca de políticos.”

“Farei o que for melhor para o povo americano.”

“Eu abordei diretamente (a questão da) interferência russa em nossas eleições. Nós gastamos um bom tempo falando sobre isso. Ele considera essa questão muito importante e tem uma ideia interessante.”

“Nossos conselhos nacionais de segurança irão se encontrar para acompanhar tudo (que discutimos) hoje. Nós demos os primeiros passos em direção a um futuro mais positivo, fundamentado em cooperação e paz.”

COMENTÁRIOS INICIAIS DE PUTIN:

“As negociações com Trump aconteceram em uma atmosfera aberta e construtiva, eu acho que foram bem-sucedidas e úteis.”

“É óbvio para todos que as relações internacionais têm vivido um período difícil… A Guerra Fria acabou há muito tempo, a situação no mundo mudou drasticamente. A Rússia e os Estados Unidos estão, agora, enfrentando desafios totalmente diferentes.”

“No que diz respeito à Síria, a tarefa de estabelecer a paz e a reconciliação neste país poderia ser o primeiro exemplo de sucesso de trabalho conjunto.”

“(Trump) tocou no tema da chama interferência da Rússia (na eleição de 2016 dos Estados Unidos). Tive que repetir o que disse antes, que o Estado russo nunca interferiu e não tem nenhuma intenção de interferir.”

tagreuters.com2018binary_LYNXMPEE6F1N6-VIEWIMAGE

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.