Document
PATROCINADORES

Coreia do Norte vê desnuclearização ameaçada, mas EUA falam em avanço em diálogo

Por Hyonhee Shin e David Brunnstrom

SEUL/TÓQUIO (Reuters) – A Coreia do Norte informou neste sábado que sua decisão de abandonar programas nucleares pode fracassar depois de conversas com os Estados Unidos em Pyongyang, contradizendo o secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, que disse que houve progresso em quase todos os assuntos.

O contraste entre Pyongyang e Washington lançou uma nuvem sobre futuras negociações, levantando questões sobre se a Coreia do Norte está comprometida em abandonar os programas nucleares que desenvolveu há décadas e que considera importante para sua sobrevivência.

Pompeo, que teve um dia e meio de conversas em Pyongyang, tentou buscar detalhes sobre como desmantelar os programas nucleares da Coreia do Norte, incluindo um cronograma para a desnuclearização.

Mas Pyongyang “lamentou” a atitude e a posição apresentadas pelo lado norte-americano, disse um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores norte-coreano em um comunicado oficial divulgado pela agência de notícias KCNA.

O funcionário acusou a delegação de Pompeo de insistir na desnuclearização unilateral completa, verificável e irreversível, que contraria o espírito da cúpula sem precedentes entre o líder norte-coreano, Kim Jong Un, e o presidente dos EUA, Donald Trump, em Cingapura, em 12 de junho.

“Esperávamos que o lado dos EUA se apresentasse com uma proposta construtiva”, disse o porta-voz, sem dar mais detalhes.

(Por Hyonhee Shin, em Seul, e David Brunnstrom, em Tóquio; reportagem adicional de Mohammad Zargham e David Chance, em Washington)

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.