PATROCINADORES

Assessor de Trump critica liderança palestina e diz que anunciará plano de paz em breve

Por Stephen Farrell

JERUSALÉM (Reuters) – Jared Kushner, assessor do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que Washington anunciará seu plano de paz para o Oriente Médio em breve, com ou sem o presidente palestino, Mahmoud Abbas.

Os comentários ressaltaram as enormes divergências entre Washington e a liderança palestina que se ampliaram desde que Trump reconheceu Jerusalém como a capital de Israel em dezembro e transferiu a embaixada norte-americana para lá, passando por cima de décadas de política norte-americana.

As autoridades palestinas, que querem Jerusalém Oriental como a capital de um futuro Estado, acusaram Kushner de tentar prejudicar Abbas.

Autoridades palestinas que querem que Jerusalém Oriental seja a capital de seu futuro Estado acusaram Kushner de tentar prejudicar Abbas.

Kushner – genro de Trump que está se reunindo com líderes na região, mas não com Abbas – disse ao jornal Palestino Al Quds, em entrevista publicada em árabe, neste domingo, que duvidava que o presidente palestino esteja disposto ou seja capaz de selar um acordo.

“Se o presidente Abbas estiver disposto a voltar à mesa, nós estamos prontos para fazer contato; se ele não estiver, nós provavelmente lançaremos o plano”, disse Kushner, de acordo com uma tradução de suas palavras.

“No entanto, eu questiono o quanto o presidente Abbas é hábil, ou está disposto a inclinar-se para fechar um acordo. Ele tem seus tópicos para discussão que não mudaram nos últimos 25 anos,” ele acrescentou.

Compartilhe

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.