Document
PATROCINADORES

Assessor de Trump critica liderança palestina e diz que anunciará plano de paz em breve

Por Stephen Farrell

JERUSALÉM (Reuters) – Jared Kushner, assessor do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que Washington anunciará seu plano de paz para o Oriente Médio em breve, com ou sem o presidente palestino, Mahmoud Abbas.

Os comentários ressaltaram as enormes divergências entre Washington e a liderança palestina que se ampliaram desde que Trump reconheceu Jerusalém como a capital de Israel em dezembro e transferiu a embaixada norte-americana para lá, passando por cima de décadas de política norte-americana.

As autoridades palestinas, que querem Jerusalém Oriental como a capital de um futuro Estado, acusaram Kushner de tentar prejudicar Abbas.

Autoridades palestinas que querem que Jerusalém Oriental seja a capital de seu futuro Estado acusaram Kushner de tentar prejudicar Abbas.

Kushner – genro de Trump que está se reunindo com líderes na região, mas não com Abbas – disse ao jornal Palestino Al Quds, em entrevista publicada em árabe, neste domingo, que duvidava que o presidente palestino esteja disposto ou seja capaz de selar um acordo.

“Se o presidente Abbas estiver disposto a voltar à mesa, nós estamos prontos para fazer contato; se ele não estiver, nós provavelmente lançaremos o plano”, disse Kushner, de acordo com uma tradução de suas palavras.

“No entanto, eu questiono o quanto o presidente Abbas é hábil, ou está disposto a inclinar-se para fechar um acordo. Ele tem seus tópicos para discussão que não mudaram nos últimos 25 anos,” ele acrescentou.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.