PATROCINADORES

Arcebispo australiano acusado de acobertar casos de abuso sexual renuncia, diz Vaticano

CIDADE DO VATICANO (Reuters) – O arcebispo australiano Philip Wilson, o mais alto clérigo católico do mundo a ser considerado culpado de acobertar casos de abuso sexual infantil na Igreja Católica, renunciou ao cargo, informou o Vaticano nesta segunda-feira.

O Vaticano disse que o papa Francisco aceitou a renúncia.

Wilson, de 67 anos, foi condenado em maio por não comunicar à polícia abusos cometidos pelo padre James Fletcher depois de ter sido informado em 1976 por duas vítimas, uma delas um coroinha que o contou dentro de um confessionário.

(Reportagem de Philip Pullella)

tagreuters.com2018binary_LYNXMPEE6T0XI-VIEWIMAGE

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 1 =

Pergunte para a

Mônica.