PATROCINADORES

Títulos da venezuelana PDVSA são colocados em situação de default pelo EMTA

LONDRES (Reuters) – O grupo de operações em mercados emergentes EMTA recomendou que os títulos emitidos pela empresa de petróleo estatal da Venezuela, a PDVSA, fossem negociados estáveis ou sem juros, como os títulos inadimplentes são normalmente negociados.

O movimento segue um parecer similar emitido pela EMTA sobre os títulos soberanos venezuelanos no mês passado e é provável que acabe com qualquer crença de que Caracas possa evitar um default da PDVSA –fonte de 90 por cento da receita de exportação da Venezuela– para proteger seus principais ativos de petróleo.

Enquanto o governo venezuelano prometeu manter-se em dia com sua dívida, também adiou os pagamentos para períodos de carência. A Venezuela diz que as sanções impostas pelos Estados Unidos são a causa dos atrasos.

Entre seus títulos soberanos e a dívida da PDVSA, a Venezuela está atrasada em mais de 1,6 bilhão de dólares em pagamentos, com boa parcela fora dos períodos de carência, informou o banco japonês Nomura em uma nota recente.

Especialistas jurídicos dizem que a PDVSA é vulnerável a litígios porque seus ativos offshore podem potencialmente ser mirados por credores.

((Tradução Redação São Paulo, 5511 5644-7732)) REUTERS PD JRG

tagreuters.com2018binary_LYNXMPEE1B125-VIEWIMAGE

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × um =

Pergunte para a

Mônica.