Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Nenhum comentário

Lucro da Eletrobras cai 96% no 1° tri com perda em distribuidoras e provisões

Lucro da Eletrobras cai 96% no 1° tri com perda em distribuidoras e provisões

SÃO PAULO (Reuters) – A Eletrobras registrou lucro líquido de 56 milhões de reais no primeiro trimestre, resultado 96 por cento inferior ao lucro de 1,378 bilhão obtido no mesmo período do ano passado, em meio a perdas bilionárias no segmento de distribuição de energia e maiores provisões, segundo balanço divulgado no final da noite de terça-feira.

A companhia, que pretende vender suas seis distribuidoras de energia até o final de julho, em um leilão de privatização ainda não agendado, reportou um lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) de 1,244 bilhão de reais no trimestre, recuo de 70 por cento na base anual.

Só o segmento de distribuição teve um resultado líquido negativo de 1,91 bilhão de reais no período, com destaque para o prejuízo da controlada que responde pelo fornecimento no Amazonas, com perdas de 1,339 bilhão de reais, de acordo com a estatal.

A Eletrobras registrou 272 milhões de reais em provisão e despesas com seu Plano de Demissão Consensual (PDC) e 512 milhões de reais em provisões para contingências, além de 174 milhões de reais em provisões de impairment e uma provisão de 150 milhões de reais associada a uma taxa de fiscalização de recursos hídricos (taxa Pará).

No total do trimestre, as provisões operacionais somaram 1,08 bilhão, contra 600 milhões de reais no mesmo período do ano anterior.

A receita operacional líquida da companhia somou 8,59 bilhões de reais, recuo de 3 por cento ante o primeiro trimestre de 2017. A receita bruta foi de 10,67 bilhões de reais, contra 10,8 bilhões no ano anterior.

A maior elétrica da América Latina reportou ainda investimentos de 873 milhões de reais no trimestre, com recuo de 27 por cento na comparação anual. Para o ano, a companhia prevê aportes de 6,2 bilhões de reais.

A dívida líquida da Eletrobras fechou março deste ano em 18,6 bilhões de reais, contra 20,3 bilhões de reais no final de 2017.

(Por Luciano Costa e Raquel Stenzel)

tagreuters.com2018binary_LYNXNPEE4F17J-VIEWIMAGE

Envie seu comentário