Document
PATROCINADORES

Confiança de serviços no Brasil recua em maio pelo terceiro mês consecutivo, diz FGV

SÃO PAULO (Reuters) – As expectativas do empresariado se deterioraram e a confiança de serviços no Brasil recuou pelo terceiro mês seguido em maio, mostrou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta segunda-feira.

Após queda de 2,4 ponto, o Índice de Confiança de Serviços (ICS) atingiu em maio 88,8 pontos.

“Os indicadores de maio sinalizam, sobretudo, um movimento de ajuste nas expectativas empresariais. A frustração com a moderação no ritmo de atividade corrente e a influência do cenário de incerteza que marca o processo eleitoral vêm resultando numa contínua calibragem nas expectativas do setor”, explicou em nota o consultor da FGV Silvio Sales.

“Novamente, é a leitura das empresas sobre os negócios nos próximos seis meses o aspecto que mais pressiona a queda na curva de confiança. Esses resultados reforçam a perspectiva de continuidade da trajetória de tímida recuperação do setor.”

O resultado reflete principalmente o recuo de 3,9 ponto do Índice de Expectativas (IE-S), pressionado pela queda na tendência de negócios. Enquanto o Índice da Situação Atual (ISA-S) perdeu 0,6 por cento, por conta da queda no indicador de situação atual dos negócios.

Nesta segunda-feira, a FGV divulgou também que a confiança da indústria subiu 0,1 ponto, em um ambiente no país marcado pelas incertezas políticas.

tagreuters.com2018binary_LYNXNPEE4R0Q6-VIEWIMAGE

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.