Document
PATROCINADORES

Arrecadação do Brasil com grandes campos de óleo e gás bate recorde no 4ºtri

RIO DE JANEIRO (Reuters) – A arrecadação do Brasil com o pagamento de participação especial por petroleiras, devida apenas em campos com grande volume de produção, atingiu recorde de 5,4 bilhões de reais no quarto trimestre de 2017, à medida que cresce a produção no pré-sal em um contexto de preços mais elevados.

O montante foi próximo ao arrecadado em todo o ano de 2016, de 5,9 bilhões de reais, informou a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) nesta terça-feira

Do valor total arrecadado a título de participação especial no quarto trimestre, a União recebeu 2,7 bilhões de reais, sendo 2,2 bilhões de reais destinados ao Fundo Social, e o Estado do Rio de Janeiro, 1,6 bilhão de reais.

O campo de Lula, no pré-sal da Bacia de Santos, o maior produtor do país, foi o que gerou a maior arrecadação, com 3,375 bilhões de reais.

Dessa forma, as cidades de Maricá e Niterói, ambas no Rio de Janeiro, mais próximas ao campo, foram as que receberam os maiores repasses no período, de 165,1 milhões de reais e 145,3 milhões de reais, respectivamente.

Além das participações especiais, as petroleiras pagam royalties pela produção de petróleo, um outro tipo de compensação financeira.

(Por Marta Nogueira)

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.