PATROCINADORES

Ibovespa opera em baixa com tensões entre EUA e China

O Ibovespa opera em baixa na segunda-feira (25). Depois de ensaiar alta, às 10h40, subia 0,82%, aos 71.225 pontos, o índice inverteu e, às 11h30, caía 0,38%, aos 70.374 pontos. O comportamento dos investidores reflete a cautela após Donald Trump, fazer novas ameaças contra a China. O presidente dos Estados Unidos usou sua conta do Twitter no domingo (24) para ameaçar os chineses com novas medidas retaliatórias. Os EUA pedem que a China retire as “barreiras artificiais” contra a importação de produtos americanos, e se prepara para impor restrições de US$ 50 bilhões para os produtos chineses. Entre as cinco ações mais negociadas do dia, estão em baixa as ações da Vale (2,44%) e Bradesco (1,19%). Sobem Itaú (0,03%), Hapvida (0,76%) e os papéis preferenciais da Petrobras (0,40%). O dólar comercial registrava queda de 0,14%, cotado a R$ 3,77.

Por que é importante

Com o cenário interno conturbado, marcado pela baixa expectativa de crescimento do PIB e incertezas eleitorais, qualquer notícia é suficiente para derrubar a bolsa

Quem ganha

As ações da EDP Energias do Brasil registravam a maior alta da manhã (2,63%), cotadas a R$ 14,42

Quem perde

As ações da Gerdau registravam a maior baixa da manhã (3,51%), cotadas a R$ 13,76

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 + quatro =

Pergunte para a

Mônica.