Document
PATROCINADORES

Otimismo com novo CEO da Petrobras é ofuscado por impasses políticos

O Ibovespa teve uma desvalorização de 0,15% nesta segunda-feira (19), aos 120.933 pontos, interrompendo cinco altas sucessivas. O dólar teve uma queda de 0,61%, cotado a R$ 5,55 no encerramento. Foi o quarto fechamento com depreciação, com o câmbio atingindo o nível mais favorável ao real desde 23 de março (R$ 5,51).

O desempenho da bolsa foi oscilante. O patamar quase bateu 122 mil após o discurso do novo presidente da Petrobras, Joaquim Silva e Luna, com as altas de mais de 7% na máxima da sessão. Porém, o cenário político, com CPI em andamento e Orçamento estagnado, puxou uma leve baixa que ganhou a contribuição negativa de bancos.

Das cinco ações mais negociadas, três sofreram depreciações: preferenciais da Petrobras (5,97%), Vale (-0,75%), ordinárias da Petrobras (5,25%), ordinárias da Renner (-2,60%) e preferenciais do Itaú Unibanco (-1,50%). O volume foi R$ 52,2 bilhões.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.