PATROCINADORES

Nº 89: eficácia contra a cepa; pandemia e mulheres; paronoia russa

Variante de Manaus pode ser contida

Estudos preliminares mostraram que tanto a CoronaVac (Sinovac/Instituto Butantan) quanto a AstraZeneca/Oxford (Fiocruz) são eficazes contra a variante de Manaus. No caso da CoronaVac, o estudo do Butantan será ampliado para a obtenção de dados definitivos. A informação sobre a AstraZeneca/Oxford foi confirmada pelo diretor do Instituto Bio-Manguinhos, Maurício Zuma, e pela Universidade de Oxford.

Pfizer a caminho

O governo federal informou nesta segunda-feira (8) que a farmacêutica Pfizer entregará ao Brasil 14 milhões de doses de sua vacina até junho. O presidente Jair Bolsonaro se reuniu com o presidente empresa, Albert Bourla, por videoconferência. Antes do agravamento da pandemia, o governo brasileiro rejeitou seguidas negociações para a compra desse imunizante.

Pandemia e desigualdade de gênero

Pnad Contínua, do IBGE: 8,5 milhões de mulheres deixaram o mercado de trabalho no 3° trimestre, uma queda de 14% na comparação com o mesmo período de 2019

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, escreveu que a pandemia agravou as desigualdades de gênero em artigo publicado no jornal português Público, neste Dia Internacional da Mulher (8). “A maioria dos trabalhadores de serviços essenciais, na linha da frente do combate à pandemia, são mulheres – muitas delas vindas de grupos racialmente e etnicamente marginalizados e com baixos níveis de rendimento”, afirmou. “O retorno das mulheres ao lar, às atividades domésticas, aumentou drasticamente devido às medidas de confinamento e ao fechamento de escolas e creches. Milhões de meninas poderão nunca mais voltar à estudar”, destacando as mães solteiras. “Neste ritmo, a igualdade de gênero não será alcançada nos sistemas políticos nacionais antes de 2063”, concluiu.

MP-SP, igrejas e fase vermelha

O Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP) acredita que o decreto do governo paulista que autorizou o funcionamento de templos religiosos, sob o pretexto de se enquadrarem como atividade essencial, pode ter aumentado as contaminações e os óbitos nessa fase vermelha. O assunto foi debatido nesta segunda-feira (8) pelo procurador-geral de Justiça, Mario Sarrubbo, membros do gabinete de crise da covid-19 do MP-SP, integrantes do Comitê de Contingência e líderes religiosos.

CanSino interessada no Brasil

A farmacêutica chinesa CanSino, responsável pelo desenvolvimento da Ad5-nCoV, vacina contra a covid-19 amplamente distribuída na China, manifestou interesse junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A declaração foi dada pela empresa após uma reunião com representantes da reguladora, nesta segunda-feira (8). O encontro contou com a participação da equipe técnica de medicamentos da agência e de representantes do laboratório no Brasil e na China. Em 24 de fevereiro, a CanSino divulgou que a eficácia de seu imunizante era superior a 65% contra todos os casos sintomáticos da doença.

Velhos temores soviéticos

Sputnik V possui alegada eficácia global de 91,6%

A Sputnik V, do Instituto Gamaleya, que foi adquirida por 39 países, é vista com desconfiança entre os próprios russos, que duvidam de sua efetividade, já que o imunizante foi desenvolvido em pouco tempo, aponta uma reportagem do Wall Street Journal desta segunda-feira (8). Sem a menor prova, muitos suspeitam que a covid-19 é uma arma biológica. Já outros creem que o vírus não existe e que tudo não passa de uma conspiração criada pelo governo autoritário de Vladimir Putin. Por causa de velhos medos herdados da era soviética, lá o negacionismo ganha peso com paranoias conspiratórias. “Estávamos em pé de igualdade com todos os outros no desenvolvimento da vacina, mas agora estamos atrasados ​​na administração devido à hesitação”, afirmou Anton Gopka, reitor de gestão tecnológica e inovações da Universidade de São Petersburgo. A preocupação de Moscou é que o comportamento de parte da população gere novas ondas de contaminações. A Rússia tem a meta de inocular até o verão, que vai de junho a setembro, cerca 60% da população.

O que mais MONEY REPORT publicou

Painel Coronavírus

Dados atualizados em 08/03/21 – 20h30

Vacinados

  • 305,2 milhões no mundo * (4,06% da população)
  • 10,8 milhões no Brasil * (5,11% da população)
    * Considerando as duas doses, quando for o caso

Leitos de UTI

  • 85% de ocupação total em 17 estados brasileiros e no DF*
    * Não há uma contagem sistemática e centralizada dos leitos de UTI disponíveis nas redes pública e privada do país. O levantamento de MR é baseado nas informações veiculadas na imprensa

Casos confirmados
• 11.051.665 – acumulado
• 32.321 – casos novos
• 9.782.320 – casos recuperados
• 1.002.947 – em acompanhamento
• 5.259,0 – incidência por grupo de 100 mil habitantes

Mortes confirmadas
• 266.398 – óbitos acumulados
• 987 – novas vítimas fatais
• 2,4% – Letalidade
• 126,8 – mortalidade por grupo de 100 mil habitantes

Fontes: Ministério da Saúde, consórcio de veículos de imprensa e Universidade Johns Hopkins (EUA) / Fiocruz

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte + dez =

Pergunte para a

Mônica.