Document
PATROCINADORES

Nº 351: nova variante; sem Réveillon e Carnaval; Alemanha em risco

Variante na África do Sul

Consultores da Organização Mundial da Saúde (OMS) se reuniram nesta quinta-feira (25) para discutir sobre uma nova variante do coronavírus descoberta na África do Sul (23,5% de totalmente vacinados) e já detectada em Botsuana (19,5%) e Hong Kong (59,7%). Batizada como B.1.1.592, a cepa tem 32 mutações na proteína spike, a parte do vírus que a maioria das vacinas desenvolvidas contra a covid-19 usa para preparar o sistema imunológico para combater o coronavírus. Foram confirmados dez casos nos três países. A nova variante causa grandes preocupações, pois há risco de uma nova evolução tornar o vírus mais contagioso e letal. Por precaução, a partir desta sexta-feir (26), o Reino Unido colocou África do Sul, Botsuana, Eswatini (21,19% de vacinados plenos), Lesoto (26,5%), Namíbia (11,39%) e Zimbábue (18,27%) em uma lista vermelha. Os voos comerciais de e para esses países estão proibidos temporariamente e os britânicos ou residentes no Reino Unido que voltarem desses lugares terão que fazer querentena obrigatória, mesmo estando completamente vacinados. No caso de Hong Kong, o viajante infectado havia passado pelo sul da África.

O que MONEY REPORT publicou hoje:

Capitais do Nordeste pode cancelar Réveillon

A alta no número de casos na Europa após a reabertura e a vacinação ainda aquém dos índices recomendados fazem as prefeituras do Nordeste deixarem em aberto a realização de eventos e festejos públicos no Ano Novo. A tendência é apenas permitir festas particulares menores. Há um temor de que o Réveillon se torne responsável por uma alta acelerada das contaminações. No Ceará, no domingo (21), o governador Camilo Santana (PT) foi o primeiro a se pronunciar.


____________________________________________

Informe Publicitário


____________________________________

Exigência de declaração suspensa

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou o sistema de preenchimento on-line da Declaração de Saúde do Viajante (DSV) apresenta instabilidade. Com isso, a agência avisou às empresas de tranporte aéreo na quarta-feira (25) que, temporariamente, não precisam exigir o documento de quem embarca para o Brasil. “As companhias aéreas já foram comunicadas pelas autoridades brasileiras e, a fim de que não haja qualquer prejuízo aos viajantes, os embarques de passageiros internacionais com destino ao Brasil ocorrerão sem a exigência de apresentação da DSV”, escreveu a Anvisa. A medida será revista assim que o sistema voltar a funcionar.

“Por mim não teria Carnaval”

Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou, nesta quinta-feira (25), ser contra a realização do Carnaval em 2022. O mandatário declarou que por ele “não teria carnaval”, mas acrescentou: “quem decide não sou eu”. Segundo o Supremo Tribunal Federal (STF), quem decide são os governadores e prefeitos”. Em uma entrevista à Rádio Sociedade da Bahia, Bolsonaro disse que não queria se aprofundar “nessa que poderia ser uma nova polêmica”Em fevereiro do ano passado [2020], ainda estava engatinhando a questão da pandemia, pouco se sabia, e praticamente não tinha óbito no Brasil, eu declarei emergência e os governadores e prefeitos ignoraram, fizeram Carnaval no Brasil”, lembrou. 

Alemanha passa das 100 mil mortes

Números oficiais divulgados nesta quinta-feira (25) mostram que a Alemanha ultrapassou as 100 mil mortes por covid-19. O país é o 14º no mundo e o quinto na Europa a superar essa marca desde o início da pandemia. O Instituto Robert Koch registrou 75.961 novas infecções, um novo recorde diário para a primeira economia da Zona do Euro, que vive um recrudescimento de contaminações sem precedentes. A média móvel dos últimos sete dias atingiu um pico de 419,7 infecções por 100 mil habitantes e as autoridades de saúde temem pela saturação da rede sanitária.

Até em Portugal há temores

Com 87% de seus pouco mais de 10 milhões de habitantes completamente imunizados, Portugal tem uma das maiores taxas de vacinação contra a covid-19 no mundo. Mesmo assim, o governo anunciou que irá retomar as restrições para conter uma disparada nos casos. Será exigido teste negativo de todos os passageiros chegando ao país. Foram registrados 3.773 novos casos na quarta-feira (24), o maior número diário dos últimos quatro meses, antes de cair para 3.150 nesta quinta-feira. As mortes, no entanto, continuam em níveis baixos. Haverá volta do uso de máscaras, maior respeito ao distanciamento social e limitação de aglomerações. As medidas entram em vigor a partir da próxima quarta-feira (1º).

Adultos paulistas imunizados!

CoronaVac recomendada

Painel Coronavírus

Vacinados *
• 900,31 milhões no mundo (11,43% da população com a primeira dose)
• 7,81 bilhões de doses distribuídas (98,85% da população — cumulativo, incluindo doses de reforço e estoques)
• 23,9 milhões no Brasil (11,2% da população)*
* dados globais aproximados

Segunda dose **
• 3,33 bilhões no mundo (42,33% da população)
• 134,61 milhões de brasileiros (63,1% da população)
** dado global aproximado

Casos confirmados no Brasil
• 22.055.238 – acumulado
• 12.126 – novos infectados
• 21.275.209 – recuperados 
• 166.387 – em acompanhamento 
• 10.495,1 – incidência por grupo de 100 mil habitantes

Mortes confirmadas no Brasil
• 613.642 – óbitos acumulados
• 303 – novas vítimas fatais
• 2,8% – letalidade
• 292,0 – mortalidade por grupo de 100 mil habitantes

Dados globais e nacionais atualizados em 25/11/2021, às 17h00

Fontes: Ministério da Saúde, secretaria estaduais e municipais de saúde, Consórcio Nacional de Imprensa, Organização Munidal de Saúde (OMS) e Universidade Johns Hopkins

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.