Document
PATROCINADORES

Nº 301: faltosos na segunda dose; vacina contra Malária; CPI da ANS

Complete seu esquema vacinal

O Estado de São Paulo tem 3,8 milhões que ainda não completaram seu esquema vacinal no prazo. Os dados são de um levantamento da Secretaria de Estado da Saúde a partir dos dados do VaciVida, sistema alimentado pelos 645 municípios. A estatística de faltosos cresceu após a antecipação do prazo da vacina da Pfizer, com 1,69 milhão que precisam concluir seus esquemas, com a redução de 12 para 8 semanas no intervalo entre primeira e segunda dose. Outras 1,16 milhão ainda precisam receber a Covishield e 963 mil a CoronaVac.

O que MONEY REPORT publicou hoje:

Duque de Caxias retira máscaras

A prefeitura de Duque de Caxias (RJ) na terça-feira (5), antecipou as pretensões de retirada de máscara e, por meio de decreto, estabeleceu que quem circula pela cidade fica desobrigado o uso de máscara facial no período da pandemia, em local aberto ou fechado, em todo o município. A nova regra não vale para quem sabe estar infectado ou que está sob suspeita. Pelo menos, 46,8% dos munícipes estão com o esquema vacinal completo.

O que Rebello disse à CPI

Alencar para Rebello: “O senhor está sendo muito ingrato com Ricardo Barros”

Na sessão desta quinta-feira (30), a comissão ouviu o diretor-presidente da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), Paulo Roberto Rebello Filho. A oitiva de caráter técnico e burocrático, contou com poucos senadores. Rebello informou que a ANS está tomando as medidas necessárias para o esclarecimento das denúncias contra a Prevent Senior pela CPI. Segundo ele, a agência fez diligências na operadora, lavrou autos de infração, convocou o presidente, pediu informações e passou a investigar formalmente a empresa. O relator, Renan Calheiros (MDB-AL), questionou o motivo da agência só exigir que as operadoras oferecessem testes de covid-19 em agosto de 2020, Rebello negou. De acordo com ele, a ANS incorporou o teste RT-PCR em 19 de março de 2020. Já o teste sorológico foi incorporado em junho de 2020, devido à baixa qualidade anterior. Indagado por Calheiros sobre a adoção de experimentos e tratamentos experimentais, como a ozonioterapia, Rebello afirmou que não é possível no âmbito da saúde suplementar, por ser vedado por lei, e por isso as investigações. Ele ainda destacou que a ANS recebeu informações de médicos demitidos pela Prevent sobre a violação da autonomia médica e orientação da operadora para a prescrição de medicamentos do “kit covid”. O senador Otto Alencar (PSD-BA) rebateu: “Dentro de sua estrutura há uma assessoria de imprensa. Não me convence que só tenha tomado conhecimento depois da CPI. Os jornais já denunciavam a Prevent Senior desde março [2021]”. Rebello justificou que foi aberto processo contra a operadora em abril, mas foi arquivado porque a Prevent enviou informações consideradas satisfatórias.

  • Para sempre Progressistas: Rebello confirmou que trabalhou como chefe de gabinete do líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), mas negou sua influência em sua indicação à agência. Ele disse que foi indicado pelo sucessor de Barros no Ministério da Saúde, o ex-ministro Gilberto Occhi – ambos do Progressistas;
  • Carência: o presidente da Mesa e o vice-presidente, Omar Aziz (PSD-AM) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP), respectivamente, pediram à ANS para auxiliar os pacientes que deixaram a Prevent, para que eles possam migrar para outros planos sem dificuldades ou carência. Rebello confirmou que isso já está previsto;
  • Outros contratos: foi aprovado um requerimento que solicita informações da Saúde e dos laboratórios Pfizer, Janssen, ao Instituto Butantan e à Fiocruz sobre as tratativas ao fornecimento de vacinas em 2022;
  • Ligue se precisar: Rebello pediu aos clientes de planos de saúde que denunciem à ANS irregularidades cometidas pelas operadoras no telefone: 0800 701 9656.

______________________________________________

Informe Publicitário

_________________________________________________

Avanços para além do coronavírus

O advento da pandemia de covid-19 acelerou a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) à aplicação da primeira vacina do mundo contra a malária (Mosquitrix) em crianças na África Subsaariana e outras regiões de risco, uma doença que mata mais de 400 mil pessoas todos os anos. O aval é um passo crucial para que a vacina consiga mais investimentos para a produção e aplicação em todo o mundo, e ocorre mais de 30 anos após cientistas do que se tornou a GlaxoSmithKline começaram a desenvolver o imunizante. Eficácia: relativamente baixa (50%), o imunizante requer quatro doses em 18 meses.

Direito de resposta negado

A juíza Daniela Dejuste de Paula, da 29ª Vara Cível de São Paulo, negou pedido de direito de resposta feito pela Associação Médicos pela Vida, grupo que defende o tratamento precoce, após uma reportagem da TV Globo sobre a ineficácia de medicamentos. Segundo a associação, ao veicular a reportagem, a emissora teria atingido a honra daqueles que defendem os remédios (cloroquina e ivermectina). Ao julgar a ação, a magistrada afirmou que o fato da associação acreditar na eficácia dos medicamentos não torna ofensiva a divulgação de conteúdo em sentido contrário. 

Lesões cutâneas do coronavírus

 Foto reprodução: Amy Paller, Northwestern University

Algumas pessoas que contraíram covid-19 desenvolvem lesões semelhantes à frieira nos dedos dos pés e até mesmo nos das mãos, os chamados “dedos de covid”. A reação parece ser resultado da ação do próprio sistema imunológico que ataca o corpo do indivíduo após a infecção. As descobertas foram publicadas na revista científica British Journal of Dermatology.

Cariocas preparam volta às aulas

O Comitê Especial de Enfrentamento à Covid-19 da prefeitura do Rio de Janeiro recomendou na terça-feira (5) o retorno pleno das aulas presenciais em todas as unidades de ensino públicas ou particulares, nos diferentes níveis de educação. Na decisão, os especialistas consideraram a melhora do cenário epidemiológico na capital. Fica mantido para o retorno seguro das crianças às salas de aula, o uso obrigatório de máscaras de proteção e a maior ventilação possível.

Remessa de Pfizer

Fiocruz tá on

Painel Coronavírus

Vacinados

• 3,81 bilhões no mundo (48,97% da população)
• 6,39 bilhões no mundo (85,2% da população — cumulativo)
• 148,28 milhões no Brasil (69,51% da população)

Segunda dose *

• 2,55 bilhões no mundo (34,2% da população)
• 95,3 milhões de brasileiros (44,68% da população)
* dados aproximados

Casos confirmados no Brasil
• 21.516.967 – acumulado
• 17.893 – novos infectados
• 20.554.936 – recuperados
• 362.672 – em acompanhamento
• 10.239,0 – incidência por grupo de 100 mil habitantes

Mortes confirmadas no Brasil
• 599.359 – óbitos acumulados
• 530 – novas vítimas fatais
• 2,8% – letalidade
• 285 – mortalidade por grupo de 100 mil habitantes

Dados vacinais atualizados em 06/10/2021, às 18h00

Fontes: Ministério da Saúde, consórcio de veículos de imprensa, Universidade John Hopkins (EUA) e Fiocruz

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.