Document
PATROCINADORES

Nº 271: calamidade tailandesa; mortes despencam no Brasil; uma nova sequela

Bangkok sob protestos

Manifestantes foram às ruas da capital tailandesa, Bangkok, exigir a renúncia do primeiro-ministro, Prayuth Chan-ocha, por má gestão da pandemia. O país vinha de uma gestão eficiente da calamidade global até julho deste ano, quando a quantidade de mortes começou a crescer, saindo do patamar de 5 por dia para mais de 50. Em 5 de setembro foram registrados 224 óbitos. O país registra mais de 12,8 mil mortes e 1,28 milhão de diagnósticos positivos. Os manifestantes também culpam o atual governo pela lenta vacinação, que só atendeu 33,6% com a primeira dose e 11,2% com a segunda. O recrudescimento da pandemia se deve ao alastramento da variante delta, apontam as autoridades locais de saúde.

Covid provoca disautonomia

Entre as surpresas desagradáveis que as sequelas do novo coronavírus apresentam, foram identificados casos de disautonomia, uma condição rara que provoca um aumento rápido, desconfortável e imprevisível dos batimentos cardíacos. Os sintomas mais comuns são tonturas, desmaios, fraqueza, taquicardia e bradicardia (quando o coração funciona mais devagar do que deveria). Complicante do que se chama de covid longa, a disautonomia afeta o funcionamento do sistema nervoso autônomo (SNA). Os pesquisadores não sabem como a covid provoca essa condição e nem o que faz com que o organismo de alguns vença o problema após algum tempo. Há um tratamento experimental com exercícios físicos sob medida.

O que MONEY REPORT publicou hoje

A vacinação e seus efeitos positivos

O Brasil registrou no sábado (4) 266 mortes por covid-19, apontam os dados consolidados da Universidade Johns Hopinks, dos Estados Unidos. A instituição faz a compilação global de casos, óbitos e imunizações. O país soma 584 mil vítimas fatais desde o início da pandemia. Desde 23 de agosto, quando ocorreram 321 mortes, há uma marcante queda, com oscilações enquanto a campanha de vacinação ganha voluma. Para fins de compração, quando o Brasil passava pela segunda onda, em 8 de abril, foram registrados 4.249 óbitos. Até este sábado, foram imunizados 65,7% dos brasileiros com ao menos uma dose e 31,5% com duas ou dose única. Para critério de comparação, em 8 de abril, estavam imunizados 9,2% com uma dose e 2,7% com as duas.

Anvisa, PF, CDF, Fifa e Argentina

A Polícia Federal não investigará os quatro jogadores da seleção argentina que descumpriram a quarentena no Brasil, infringindo as normas sanitárias decretadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Eles e toda a delegação argentina deixaram o país na noite de domingo (5), horas após a suspensão do jogo válido pela oitava rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo do Catar. Emiliano Martinez, Emiliano Buendia, Giovani Lo Celso e Cristian Romero não prestaram depoimento, mas foram ouvidos informalmente pela Polícia Federal no pavilhão de autoridades do Aeroporto de Guarulhos. O caso deve parar na Fifa, já que além dos argentinos terem se recusado a seguir com a partida, foi divulgado que a delegação foi comunicada do problema ainda na tarde de sábado, mais de 20 horas antes do início da partida. Todas as declarações de entrada dos atletas teriam sido preenchidas por uma única pessoa, Fernando Ariel Batista, treinador das seleções de base da Associação de Futebol Argentino (AFA).

________________________________________________________________________

Informe Publicitário

___________________________________________________________________

Serrana é laboratório da terceira da CoronaVac em idosos

O município de Serrana (SP) iniciou nesta segunda-feira (6) a aplicação da terceira dose de reforço, da CoronaVac. A meta é aplicar 5 mil doses em idosos, com 60 anos de idade ou mais.A ação faz parte do Projeto S, conduzido pelo Instituto Butantan, que acompanha os resultados da vacinação na cidade. O projeto, que estuda a efetividade da CoronaVac, começou em fevereiro com a aplicação de vacinas em toda a população adulta. Serrana concluiu em abril a imunização completa dos 27 mil moradores acima de 18 anos. A pesquisa constatou queda de 95% nas mortes por covid-19, de 86% nas internações e 80% nos casos sintomáticos da doença no município. Segundo o diretor do Butantan, Dimas Covas, a aplicação da dose de reforço permitirá o acompanhamento dos desdobramentos da pandemia com a chegada da variante Delta do coronavírus.

Mais doses que o permitido

A força-tarefa do governo de São Paulo investigará irregularidades na imunização. Existem 64 denúncias, sendo 22 de revacinação indevida de pessoas que receberam mais doses que o permitido. Já foram instaurados 8 procedimentos.

Teste barato e eficiente

Um kit de diagnóstico que detecta o coronavírus em até 5 minutos pode se tornar realidade até o final de 2021. O dispositivo, desenvolvido a partir de anticorpos extraídos de animais, tem custo avaliado em R$ 5 para fabricação e deverá ser distribuído pelo SUS. No momento, estão são feitos experimentos com amostras de saliva e muco nasal de pacientes para validar o método, para possibilitar a aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Seu Dimas responde

Painel Coronavírus

Vacinados (cumulativos)
• 5,49 bilhões no mundo (73,2% da população)
• 134,28 milhões no Brasil (63% da população)

Segunda dose *
• 2,11 bilhões no mundo (27,3% da população)
• 66,7 milhões de brasileiros (31,32% da população)
* dados aproximados

Casos confirmados no Brasil
• 20.899.933 – acumulado
• 9.154 – novos infectados
• 19.894.660 – recuperados
• 421.463 – em acompanhamento
• 9.945 – incidência por grupo de 100 mil habitantes

Mortes confirmadas no Brasil
• 583.810 – óbitos acumulados
• 182 – novas vítimas fatais
• 2,8% – letalidade
• 278 – mortalidade por grupo de 100 mil habitantes

Dados atualizados em 06/09/2021

Fontes: Ministério da Saúde, consórcio de veículos de imprensa, Universidade Johns Hopkins (EUA) e Fiocruz

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.