Document
PATROCINADORES

Nº 237: novo surto na China; vacina produzida na África; CPI do reverendo

Delta preocupa Pequim

Um novo surto da variante delta gera preocupações no governo chinês. Em 10 dias foram mapeados 300 casos , forçando a adoção de medidas restritivas, limitação de viagens internas e reforço na testagem de milhões de pessoas. Pelo menos 15 províncias já confirmaram casos. Em 12, há conexão com um surto iniciado em Nanjing, província de Jiangsu. Em Zhuzhou, província de Hunan, mais de 1 milhão de moradores foram orientados a não sair de casa por 3 dias, enquanto os testes em massa e uma campanha de vacinação são ampliados. A variante foi detectada no país pela primeira vez em julho de 2021, no aeroporto de Nanjing, infectando funcionários que higienizaram uma aeronave vinda da Rússia.

O que MONEY REPORT publicou

445 sommeliers paulistas

A prefeitura de São Paulo registrou 445 recusas de vacina até a manhã desta terça-feira (3). Os sommeliers assinaram um termo por não aceitarem o fabricante do imunizante disponível e, por isso, passaram para o final da fila. A medida foi adotada para coibir a escolha de vacina e entrou em vigor em 27 de julho, a partir de uma lei aprovada pela Câmara Municipal e sancionada pelo prefeito Ricardo Nunes (MDB).

O que o reverendo disse à CPI

Amilton: “Peço desculpa ao Brasil”

A comissão retomou suas atividades nesta terça-feira (3) sem grandes revelações. O depoimento do reverendo Amilton Gomes de Paulo, presidente da obscura ONG Secretaria Nacional de Assuntos Humanitários (Senah), apresentou mais do mesmo nas suspeitas negociações de vacinas entre a Davati Medical Supply e o Ministério da Saúde, com figuras questionáveis e sem credenciais dispondo de acesso facilitado ao governo. Um trecho do relato trouxe novidades: uma reunião entre o ex-secretário executivo da Saúde, Elcio Franco, os representantes da Davati, Luiz Paulo Dominguetti e Cristiano Carvalho, o ex-diretor de Programa da Saúde, coronel Marcelo Pires, e assessores da pasta. A senadora Soraya Thronicke (PSL-MS) mostrou que a Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) da Senah não permitiria a negociação de vacinas e que o reverendo não teria expertise para tal.

Além da comissão

  • Na mira: antes de iniciar a sessão, o senador Rogério Carvalho (PT-SE) afirmou que foi alvo de uma tentativa de espionagem, lançando suspeitas sobre o ministro da Defesa, Walter Braga Netto. “Fui convidado por um amigo para uma conversa e ele relatou que recebeu um oficial do exército, um coronel da reserva, com um oficial da ativa que foram ao meu estado para bisbilhotar a minha vida e saber o que poderiam usar contra mim. Quero dizer que o senhor Braga Netto enviou um emissário oficial do Exército para fazer espionagem contra um senador da república”. Carvalho não apresentou provas e nem revelou a identidade dos militares que supostamente o investigaram. Um requerimento assinado por ele e ainda não votado pede que Braga Netto seja convocado a depor na comissão. A pasta da Defesa não comentou o assunto;
  • Breaking news: durante a sessão, a CNN Brasil obteve acesso aos e-mails do reverendo Amilton tentando vender vacinas para prefeituras. Em 25 de fevereiro, ele enviou um e-mail à secretaria executiva da Associação dos Municípios do Acre (Amac). O religioso escreveu que encaminhava uma “Carta de Informações pertinentes no tocante à aquisição da Vacine AstraZeneca, com viés humanitário”. O remetente seria ele o endereço eletrônico do remetente, [email protected] Porém, à CPI, Amilton disse não ter conhecimento dessa tratativa.

_____________________________________________________________________________

Informe Publicitário

_____________________________________________________________________________________________

J&J produzida no continente africano

A África do Sul começou a enviar suas primeiras remessas de vacina da Johnson & Johnson para outros países do continente esta semana. À TV Newzroom Afrika nesta segunda-feira (2), o executivo sênior da Aspen Pharmacare, Stravos Nicolaou, afirmou: “Isso nos dá uma sensação de segurança”. Globalmente, mais de 4 bilhões de vacinas foram administradas, no entanto, menos de 2% foram destinadas à África. Apenas 1,5% do continente foi totalmente imunizado, de acordo com o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde, Tedros Adhanon (OMS).

Tripulações de quarentena em Paraná

Três navios cargueiros estão ancorados ao largo do porto de Paranaguá (PR), após o resultado positivo para a covid-19 de parte de suas tripulações. As embarcações permanecem isoladas em uma área em frente ao cais e, por determinação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o acesso de terceiros está proibido. O período inicial previsto para o isolamento é de 10 dias, quando novos testes serão realizados.

“Os navios em quarentena são o MV Astakos – de bandeira maltesa, que descarregava fertilizantes. A embarcação chegou no dia 25 de julho e entrou em quarentena no dia seguinte, dia 26; o Meghna Princess – de bandeira de Bangladesh, carregava soja no berço 213, desde o dia 27 de julho, e entrou em quarentena no dia 29; e o Redhead – com bandeira de Antígua e Barbuda, que chegou para carregar açúcar no berço 201, desde o último dia 25, e entrou em quarentena no dia 29 de julho”.

Nota do governo do Paraná

Imuniza Maré

Painel Coronavírus

Vacinados

• 4,21 bilhões no mundo (56,13% da população)
• 96,65 milhões no Brasil (45,37% da população)
* primeira dose

Segunda dose *
• 1,09 bilhão mundo (14,6% da população)
• 39,3 milhões de brasileiros (18,45% da população)
* incluindo dose única

Casos confirmados no Brasil

• 19.985.817 – acumulado
• 18.746.865 – recuperados
• 680.520 – em acompanhamento
• 32.326 – novos infectados
• 9510,4 – incidência por grupo de 100 mil habitantes

Mortes confirmadas no Brasil

• 558.432 – óbitos acumulados
• 1.209 – novas vítimas fatais
• 2,8% – letalidade
• 265,7 – mortalidade por grupo de 100 mil habitantes

Dados atualizados em 03/08/21 – 19h

Fontes: Ministério da Saúde, Conselho Nacional de Secretários de Saúde e Universidade Johns Hopkins (EUA)

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.