Document
PATROCINADORES

Nº 236: Butão em 7 dias; diplomacia sem máscara; reajuste de preço; IFA nacional

O bom exemplo butanês

O Butão está em vias de vacinar todos os adultos. A Unicef, braço da Organização das Nações Unidas (ONU) para a infância e a adolescência, descreveu o pequeno país, situado entre a Índia e a China, como uma “história de sucesso”. As autoridades locais afirmam que mais de 90% dos adultos foram totalmente vacinados em apenas 7 dias. A geografia montanhosa, as estradas precárias e o isolamento de algumas aldeias não ajudam a logística. Então, como explicar tanta eficiência? Em entrevista à BBC, o membro da força-tarefa de vacinação, Sonam Wangchuk, disse: “Com planejamento adequado”. Ele explicou que a cobertura da primeira dose é de quase 99% e a da segunda, acima de 92%. Apesar das dificuldades, uma das vantagens é a população reduzida. Os adultos somam cerca de 530 mil entre menos de 850 mil habitantes. Wangchuk contou que 1.220 postos de imunização foram criados, cobrindo a maior parte do país, e mais de 3,5 mil agentes participaram da operação de atendimento. Butão recebeu doses da Índia e excedentes dos EUA e da União Europeia. Após isso, a campanha foi lançada em 20 de julho. O país registrou 2,5 mil casos diagnossticados e apenas 2 mortes.

O que MONEY REPORT publicou

Bolsonaro recebe sem máscara

Rebelo de Sousa: “Não quero formular juízos” 

O presidente Jair Bolsonaro (à direita) se encontrou com o presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa (à esquerda), nesta segunda-feira (2) em Brasília. O que ganhou destaque ja imprensa portuguesa não foi o teor das conversas sobre economia, tecnologia e agricultura, mas o fato de Bolsonaro permanecer sem máscara o tempo todo. Diplomático ao ser questionado, Rebelo de Sousa afirmou não formular juízo sobre seu anfitrião.

Delta para pior

Com uma nova onda de contágios impulsionada pela variante delta no mundo, os especialistas correm para descobrir como os infectados, especialmente os não vacinados, adoeçam de maneira tão mais grave. O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês) dos Estados Unidos alertou que cepa é “provavelmente mais severa” que a versão anterior do vírus. A agência mencionou pesquisas no Canadá, na Suécia e na Escócia que demonstraram que os infectados apresentavam maiores chances de hospitalização que os afetados anteriormente.

Extratos da CPI da Pandemia

CPI da Pandemia recomeça nesta terça-feira (3)
  • Heinze no celular de Medrades: o relatório da quebra de sigilo telefônico da diretora da Precisa Medicamentos, Emanuela Medrades, mostrou 8 chamadas de um telefone usado por um capitão-de-mar-e-guerra com cargo de gerência no Ministério da Defesa e 4 ligações do senador governista Luis Carlos Heinze (PP-RS), integrante da CPI. O Jornal Folha de S.Paulo questionou Heinze sobre as ligações. “Quem é a pessoa?”, ele perguntou. Depois de ouvir o nome, o senador disse que não se lembrava do motivo das chamadas. “Eu ligo pra tanta gente. São 200 ligações por dia. Não me lembro. Cada dia, passam 300 pessoas pelo meu telefone. Deixa eu olhar e lhe retornar”. Ele não retornou à Folha. Medrades e a assessoria da Precisa não responderam;
  • Capitã Cloroquina: o presidente da comissão, Omar Aziz (PSD-AM), cobrou o afastamento da secretária de Gestão do Trabalho e Educação em Saúde do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro, conhecida como Capitão Cloroquina. O comentário foi feito durante entrevista à Rádio Eldorado, nesta segunda-feira (2);
  • Braga Netto em paz: sobre a possibilidade de convocação do ministro da Defesa, Walter Braga Netto, Aziz afirmou: “Até hoje, não vejo alguma coisa concreta para convocar o ministro Braga Netto. Agora, qualquer senador que é membro da CPI tem o direito de fazer o requerimento que quiser”.

______________________________________________________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________________________________________________________

Doses mais caras

Em meio ao avanço da delta, os laboratórios Pfizer e Moderna aumentaram os preços de suas vacinas nos contratos com a União Europeia (UE). A alta da Pfizer é de 25%, com a dose passando de € 15,50 para € 19,50, e a da Moderna, de 13,1%, indo de € 19 para € 21,50, aponta o Financial Times. A Comissão Europeia recusou comentar, alegando cláusulas de confidencialidade. O secretário de Assuntos Europeus, Clément Beaune, afirmou que as doses que a UE está negociando não são mais as mesmas da primeira geração de vacinas. Essas doses mais caras seriam adaptadas às variantes, com calendários de entrega mais precisos e aplicação de multas caso sejam desrespeitados os prazos.

Ibiza vigiada

Ibiza nos tempos de pré-pandemia

As autoridades da ilha espanhola de Ibiza tentam se infiltrar em grupos que violam os regulamentos locais contra a pandemia. Famosa por suas festas, a ilha tem uma taxa de contaminações de 1.814 casos por 100 mil habitantes, aponta o jornal britânico The Guardian (2). Com a maioria das boates fechadas, as multas para as festas ilegais podem chegar a € 600 mil. Mas não é o suficiente. Como os moradores costumam se conhecer, é difícil para a polícia conseguir se infiltrar. Como no Brasil, a maioria das festas ilegais ocorrem em residências e são promovidas nas redes sociais.

AstraZeneca /nacional

Painel Coronavírus

Vacinados

• 4,18 bilhões no mundo (55,73% da população)
• 96,65 milhões no Brasil (45,36% da população)
* primeira dose

Segunda dose *
• 1,09 bilhão mundo (14,7% da população)
• 40,1 milhões de brasileiros (18,84% da população)
* incluindo dose única

Casos confirmados no Brasil

• 19.953.501 – acumulado
• 18.687.203 – recuperados
• 709.075 – em acompanhamento
• 15.143 – novos infectados
• 9495 – incidência por grupo de 100 mil habitantes

Casos recuperados18.687.203Em acompanhamento709.075

Mortes confirmadas no Brasil

• 557.223 – óbitos acumulados
• 389 – novas vítimas fatais
• 2,8% – letalidade
• 265,2 – mortalidade por grupo de 100 mil habitantes

Dados atualizados em 02/08/21 – 19h

Fontes: Ministério da Saúde, Conselho Nacional de Secretários de Saúde e Universidade Johns Hopkins (EUA)

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.