Document
PATROCINADORES

Nº 216: uma boa notícia; propaganda assustadora; perdemos a taça, ganhamos uma cepa

Brasil menos contagioso

A taxa de transmissão do coronavírus no Brasil caiu para 0,88, aponta o Imperial College de Londres, nesta terça-feira (13). Isso significa que cada 100 pessoas infectadas transmitem para outras 88, indicando uma queda no ritmo de contágio. Essa é a taxa mais baixa desde novembro de 2020 (0,68). Pela margem de erro, o índice pode estar entre 0,96 e 0,77.

Taxas de transmissão no Brasil nas últimas 4 semanas:

  • 13 de junho: 1,07
  • 20 de junho: 1,13
  • 27 de junho: 0,98
  • 04 de julho: 0,91

O que MONEY REPORT publicou hoje

Mais dados antes da terceira agulhada

Anthony Fauci, conselheiro de saude da Casa Branca

A Pfizer tem feito uma campanha nos Estados Unidos para a aprovação de doses adicionais aos já vacinados, especialmente adultos imunocomprometidos. Em reuniões privadas com a farmacêutica na segunda-feira (12), autoridades americanas afirmaram que precisam de mais dados, aponta uma reportagem do jornal britânico The Guardian desta terça-feira (13). Anthony Fauci, conselheiro médico-chefe do presidente Joe Biden, disse que não há evidências suficientes para apoiar a tese. Os especialistas da Pfizer apontaram para Israel, onde o governo decidiu dar uma terceira dose aos vulneráveis e que apresentarão as evidências pedididas.

Publicidade incômoda na Austrália

O governo australiano vinculou uma peça publicitária que gerou críticas entre a população por conter as imagens de uma jovem em um leito de hospital agonizando por falta de ar. O vídeo encerra com a mensagem: “A covid-19 pode afetar qualquer pessoa. Agende sua vacinação”. Os críticos alegam que a peça é injusta, pois os jovens só poderão ser imunizados no final de 2021. A Austrália só imunizou 9,1% da sua população, porém acumula apenas 31.323 casos e 912 mortes.

Positivo nas Olímpiadas

Cinco funcionários do Hotel Hamanako, que hospeda a delegação brasileira de judô (6 atletas), em Hamamatsu, no Japão, testaram positivo para a covid-19, aponta o jornal Folha de S.Paulo nesta terça-feira (13).

Entrou muda, quase saiu algemada

Medrades: “A minha intenção é colaborativa”

Após se negar a responder aos questionamentos dos senadores na CPI da Pandemia nesta terça-feira (13), Emanuela Medrades, diretora técnica da Precisa Medicamentos, afirmou estar “exausta física e psicologicamente”, após 12 horas de silêncio e evasivas amparadas por um recurso liminar. Para evitar ser detida, seu depoimento foi remarcado para quarta-feira (14). A mudança ocorreu após a decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, sobre os limites do habeas corpus preventivo. Além dela, a comissão ouvirá o empresário Francisco Maximiano, dono da Precisa.

O que MONEY REPORT publicou

Macron mandou: sem vacina, sem salário

O presidente da França, Emmanuel Macron, anunciou na segunda-feira (12) que os profissionais da saúde, os trabalhadores de hospitais, clínicas e asilos e os cuidadores de idosos serão obrigados a se vacinar a partir de 15 de setembro. O ministro da Saúde francês, Olivier Véran, reforçou que os profissionais que não estiverem imunizados não poderão trabalhar e não serão remunerados.

______________________________________________________________________________________________________________________________

Informe publicitário

______________________________________________________________________________________________________________________________

Contraindicações nas bulas

A Agência Nacional de Vigilância Nacional (Anvisa) solicitou que Janssen e AstraZeneca incluam na bula dos seus imunizantes a contraindicação de uso para pessoas com histórico de síndrome de extravasamento capilar. A reguladora explicou que esta “condição muito rara e grave” causa vazamento de fluido de pequenos vasos sanguíneos (capilares) por causa de inchaços nos braços e nas pernas, além de baixa pressão arterial, espessamento do sangue e baixos níveis de albumina – proteína presente no plasma sanguíneo.

Brasileiros vivem menos desde 2020

A demógrafa Marcia Castro, do departamento de Saúde Global e População da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, alertou que no Brasil houve uma queda na expectativa de vida ao nascer em 2020. “O Brasil deveria ter ganhado, se não tivesse a pandemia, ponto 4 ou ponto 5 meses. Mas perdeu 1,3 ano. A perda é muito maior em alguns estados. No Amazonas, são 3,5 anos”. Ela explicou que nos 4 primeiros meses de 2021 a queda já é de 1,8 ano.

Alemanha contra a obrigatoriedade

Merkel: “O governo não ganhará a confiança da população assim”

A chanceler alemã Angela Merkel disse não que planeja seguir a França e outros países da União Europeia, que impuseram a vacinação obrigatória para alguns de seus cidadãos. A campanha enfrentou lentidão no início de 2021, porém a Alemanha acelerou durante o verão e, nesta terça-feira (13), registrou ter vacinado totalmente 42,6% de sua população, com 58,5% tendo recebido uma dose. Mesmo assim, Wolfram Henn, especialista em genética da Universidade de Saarland e assessor do governo para a estratégia de vacinação, pediu obrigatoriedade pelos menos para os professores.

Cepa colombiana das Américas

Dois dias após a Argentina vencer a Copa América no Maracanã, o Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, anunciou ter encontrado uma variante inédita entre os casos relacionados ao torneio. Trata-se da cepa B.1.612, identificada na Colômbia, que apareceu em uma amostra enviada de Cuiabá (MT), que recebeu na Arena Pantanal as seleções da Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador e Uruguai para cinco jogos da primeira fase. A Bolívia disputou três partidas na cidade, Uruguai e Chile, duas cada. O impacto ainda não é possível medir, porém o campeonato acumulou mais contágios (168) que gols marcados (60). Foram enviados ao Adolfo Lutz 12 exames colhidos em Cuiabá. Destes, 10 continham a cepa gama (P.1), de Manaus, e 2 a nova B.1.621. A Organização Mundial de Saúde (OMS) classifica a nova cepa como “em monitoramento”.

Fiocruz explica

Andrey Moreira Cardoso, pesquisador da Escola Nacional de Saúde Pública/Fiocruz, afirma: “As vacinas impedem as formas graves da doença, mas não protegem terceiros não imunizados, como familiares”. Confira:

Painel Coronavírus

Vacinados

• 3,47 bilhões no mundo (46,26% da população)
• 115,38 milhões no Brasil (54,38 da população)
* primeira dose ou dose única

Segunda dose *
• 929,06 milhões no mundo (11,9% da população)
• 31,09 milhões de brasileiros (14,6% da população)
* dados aproximados

Casos confirmados no Brasil

• 19.151.993 – acumulado
• 17.770.617 – recuperados
• 845.538 – em acompanhamento
• 45.022 – novos infectados
• 9.113,6 – incidência por grupo de 100 mil habitantes

Mortes confirmadas no Brasil

• 535.838 – óbitos acumulados
• 1.605 – novas vítimas fatais
• 2,8% – letalidade
• 255 – mortalidade por grupo de 100 mil habitantes

Dados atualizados em 13/07/21 – 19h30

Fontes: Ministério da Saúde, Conselho Nacional de Secretários de Saúde e Universidade Johns Hopkins (EUA)

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.