Document
PATROCINADORES

Nº 213: idosos seguros; gama x CoronaVac; 70% dos europeus atendidos

CoronaVac e AstraZeneca efetivas em idosos

Uma pesquisa da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) constatou que o esquema vacinal completo contra covid-19 (duas doses) garante taxas de efetividade médias de 79,8% em pessoas com 60 a 80 anos e de 70,3% em idosos com mais de 80 anos. Considerando-se uma média daqueles que receberam o esquema vacinal completo e aqueles que tomaram apenas a primeira dose, as taxas de efetividade ficam em 73,7% em idosos com até 79 anos e de 63% em pessoas com 80 anos ou mais. O estudo considerou os imunizados com CoronaVac e AstraZeneca e foi feito com base em registros de hospitalização e morte por síndrome respiratória aguda grave (SRAG), o que permitiu avaliar a efetividade em relação à redução de casos graves e óbitos.

Variante gama reduz força do imunizante da Sinopharm

Vacinação em UBS na Asa Sul, em Brasília

Apesar de evitar mortes e casos graves, os anticorpos produzidos pela CoronaVac se mostraram menos eficazes para neutralizar a variante gama (identificada em Manaus), aponta um estudo da Unicamp publicado na quinta-feira (08), na revista The Lancet Microbe. Todavia, os cientistas liderados pelo microbiologista José Módena afirmam que a conclusão não significa que a vacina deixe de proteger os vacinados. O que é certo é que a variante gama tem uma elevada capacidade de contágio mesmo entre imunizados. O novo estudo só reforça a necessidade de uso de máscaras e respeito ao distanciamento social.

RS fará nova fase de estudo sobre resposta imunológica

O Centro de Pesquisas Epidemiológicas da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) inicia neste fim de semana nova fase do estudo Epicovid-RS, que avalia a resposta imunológica da população ao novo coronavírus no estado. A pesquisa analisa o percentual de pessoas que desenvolveram anticorpos ao vírus (imagem em destaque) na região. Esta fase do estudo ocorrerá apenas na cidade de Pelotas, com 500 voluntários. As anteriores contemplaram participantes de nove cidades. A restrição se deve ao fato de que os resultados da cidade podem ser utilizados como um reflexo da dinâmica do estado. Além de avaliar o percentual de pessoas que desenvolveram anticorpos, esta fase vai analisar quais os tipos de anticorpos e em que proporções dentro da amostra examinada. Isso porque há uma diversidade de anticorpos, com capacidades diferentes de combate ao vírus.

______________________________________________________________________________________________________

Informe publicitário

______________________________________________________________________________________________________

Fraude em testes da Copa América

Um laboratório apontou falsificações em laudos de testes para covid feitos em convidados à final da Copa América, entre Brasil e Argentina, na noite deste sábado (10), no Maracanã. Cerca de 20 exames RT-PCR com a logomarca da empresa já foram identificados como falsos. Em nota, a Conmebol reconheceu ter detectado “uma considerável quantidade de testes de PCR fraudulentos”. Como não há um local que centralize os testes, a suspeita é que a fraude também possa envolver documentos de outras empresas. A entidade afirmou que as pessoas com laudos falsificados não poderão entrar no estádio – mas não disse como. Para evitar maior risco de contágio, a prefeitura do Rio autorizou a final com lotação limitada a 10% da capacidade do estádio, o que daria cerca de 6,5 mil espectadores. A Conmebol, a confederação sul-americana de futebol, pretendia reunir 4,4 mil convidados.

Com 70% de vacinados, UE atinge meta

Presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, afirmou que o bloco distribuiu vacina suficiente para inocular 70% dos adultos, atingindo a meta de 500 milhões de doses distribuídas até este domingo. “Mas a Covid-19 ainda não foi derrotada. Estamos preparados para entregar mais vacinas, inclusive contra novas variantes ”, disse Von der Leyen, que enfrentou críticas no início de 2021 por não garantir que as farmacêuticas cumprissem os contratos. O oróximo desafio sanitário da UE é ter vacinas suficientes para imunizar toda a sua população elegível até o final de setembro.

Painel Coronavírus

Vacinados

• 3,39 bilhões no mundo (45,19% da população)
• 112,77 milhões no Brasil (52,94 da população)

* primeira dose ou dose única

Segunda dose *
• 929,06 milhões no mundo (11,9% da população)
• 29,49 milhões de brasileiros (14% da população)
* dados aproximados

Casos confirmados no Brasil

• 19.069.003 – acumulado
• 17.530.369 – recuperados
• 1.538.634 – em acompanhamento
• 48.504 – novos infectados
• 9.074 – incidência por grupo de 100 mil habitantes

Mortes confirmadas no Brasil

• 532.893 – óbitos acumulados
• 1.205 – novas vítimas fatais
• 2,8% – letalidade
• 254,0 – mortalidade por grupo de 100 mil habitantes

Dados atualizados em 10/07/21 – 18h

Fontes: Ministério da Saúde, Conselho Nacional de Secretários de Saúde e Universidade Johns Hopkins (EUA)

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.