Document
PATROCINADORES

Nº 210: delta brecada pela gama; 4 milhões de mortos; deu cadeia na CPI

P.1 segue dominando em SP

A detecção do primeiro caso da cepa delta (B.1.617.2) na cidade de São Paulo, nesta semana, acendeu um alerta nas autoridades sanitárias. Porém, a prevalência da variante gama (P.1) pode dificultar a disseminação da delta, aponta Sandra Coccuzzo Sampaio Vessoni, diretora do Centro de Desenvolvimento Científico (CDC) do Instituto Butantan, ao jornal O Estado de S.Paulo, nesta quarta-feira (7). O Butantan monitora há cerca de um mês as variantes em circulação no estado por sequenciamento genômico. Cerca de 8,8 mil amostras foram analisas. “Os municípios estão com 70% a 100% de casos da variante P.1. Mesmo achando uma variante importante [a delta], o fato de haver uma muito disseminada faz com que não seja fácil alcançar o mesmo ‘hub’. Não se encontra um espaço fácil para que a outra variante se estabeleça”, explicou.

O que MONEY REPORT publicou hoje

Um brasileiro a cada 8 mortos

Nesta quarta-feira (7), o mundo atingiu 4 milhões de mortos pelo novo coronavírus, aponta a Universidade Johns Hopinks. A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirma que podem ser mais óbitos, devido as subnotificações em muitos países. Uma em cada 8 vítimas fatais é brasileira.

Empresas colombianas vacinam

O governo colombiano firmou um acordo com a Associação Nacional de Empresários da Colômbia (Andi) para acelerar a imunização e retomar as atividades econômicas. Juntos, adquiriram 1,5 milhão de vacinas (Sinovac), por meio das Cajas de Compensación familiar – formulado em 1957, é um regime de proteção ao trabalhador que recolhe 4% do salário dos registrados para a manutenção de programas de saúde, educação, lazer, cultura e moradia. As cajas são como o FGTS brasileiro, mas com finalidades mais amplas.

Como funciona

  • Custo zero: a gratuidade é uma das condições impostas pelo governo ao setor privado, independente dos custos de transporte, armazenamento e aplicação das doses. As empresas pagarão US$ 60 por funcionário vacinado;
  • Aplicação: é responsabilidade da Entidade Promotora de Salud (EPS), formada por prestadoras de serviços médicos à população;
  • E quem não quiser?: não há obrigatoriedade;
  • Efeitos adversos: são de inteira responsabilidade do governo;
  • Faixa etária: as empresas têm a obrigação de vacinar todos os seus trabalhadores, não importa a idade;
  • Familiares: estão fora. A campanha só vale para os trabalhadores;
  • Entre doses: não há empecilhos à segunda dose daqueles que foram atendidos antes pelo sistema público. Porém, o ciclo vacinal deve ser concluído no mesmo local para evitar distorções nas contagens;
  • Pandemia: a Colômbia acumula 4,4 milhões de casos e 110 mil óbitos. Cerca de 15% da população (7,6 milhões) foi totalmente imunizada.

O que Ferreira Dias negou à CPI

Ferreira Dias: “O senhor Dominguetti é um picareta”

O ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Ferreira Dias, foi o personagem do dia. Exonerado do cargo após denúncias de corrupção envolvendo os contratos de compra da Covaxin e apontado como integrante de um esquema de recebimento de propina pelo cabo PM e suposto vendedor da Covishield para a Davati Medical Supply, o também suspeito Luiz Paulo Dominguetti, ele negou todas as acusações. Indicado da ex-governadora Cida Borghetti, esposa do deputado e líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), e do ex-deputado paranaense Abelardo Lupion, Dias confirmou sua ida ao restaurante para um encontro casual com um amigo, Ricardo Santana. Lá ele teria também encontrado o coronel Marcelo Blanco e com Dominguetti, que se apresenta como representante de outra empresa, a Latin Air Supply. Dias explicou que não era de sua competência a contratação de vacinas na fase prévia, como no caso da Covaxin, da qual o contrato é apontado como superfaturado. Os senadores questionaram, então, por qual razão teria recebido Dominguetti em diferentes ocasiões posteriores para tratar do assunto. “Eu não fecharia o contrato com ele, apenas verificaria se as doses prontas existiam para levar a proposta aos meus superiores. O Delog [Departamento de Logística] não faz levantamento de preços, quem faz é a Secretaria Executiva. O preço vem instruído e nós executamos”. A senadora Simone Tebet (MDB-MS) observou: “O que eu vejo em seu depoimento é uma briga de espaço dentro do Ministério. Militares que querem dominar uma pasta já ocupada por outro grupo político. Aqui você apontou três [Eduardo Pazuello, Elcio Franco e Marcelo Blanco]”.

  • Cadeia e ordem do dia
A mesa (da esquerda à direita): presidente da CPI Omar Aziz, senador Fernando Bezerra e presidente do Senado Rodrigo Pacheco

Roberto dias se tornou o primeiro depoente detido sob acusação de perjúrio e falso testemunho na CPI. Ele recebeu voz de prisão em torno das 17h30 pelo presidente da Mesa, Omar Aziz (PSD-AM). Ele teria mentido durante toda a sessão. Ligado a tantos grupos políticos influentes, não poderia ser tão ingênuo a ponto de ignorar o que ocorria no ministério. Os governistas Ciro Nogueira (PP-PI), Marcos Rogério (DEM-RO) e Esperidião Amin (PP-SC) levaram a questão ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), durante a Ordem do Dia (leitura do expediente e pronunciamentos iniciais antes da sessão plenária), iniciada às 17h. Para eles, a prisão deveria ser invalidada pelo regimento interno – quando começa a Ordem, a CPI deve ser encerrada.

Parágrafo único. Em qualquer hipótese, a reunião de comissão permanente ou temporária não poderá coincidir com o tempo reservado à Ordem do Dia das sessões deliberativas ordinárias do Senado.

Regimento interno do Senado. art. 107. Página 67.

Ensaios para a retomada

O governo de São Paulo promoverá 30 eventos-teste presenciais com protocolos de segurança para preparar a retomada das atividades. O primeiro será uma feira de negócios em Santos, a Expo Retomada, que deve ocorrer em 21 de julho. Nestes eventos, todos os participantes deverão estar vacinados e de máscara. Além disso, todos passarão por testes de covid-19 (antígeno) com resultado rápido. Haverá também limitação de público e um monitoramento pós-evento para avaliar os impactos do contágio.

______________________________________________________________________________________________________________________________

Informe publicitário

______________________________________________________________________________________________________________________________

Emergência em Tóquio

O governo do Japão decidiu declarar um novo estado de emergência em Tóquio. A capital confirmou 920 novos casos de covid-19 nesta quarta-feira (7), o maior registro desde 13 de maio, que teve 1.010 casos. A declaração vem às véspera do início dos Jogos Olímpicos, que são duramente criticados pela sociedade japonesa.

Novidades paulistas

Painel Coronavírus

Vacinados (cumulativos)
• 3,29 bilhões no mundo (43,86% da população)
• 107,63 milhões no Brasil (50,53%; da população)

Segunda dose *
• 802,5 milhões no mundo (10,7% da população)
• 28,36 milhões de brasileiros (13,3% da população)
* dados aproximados

Casos confirmados no Brasil
• 18.909.037 – acumulado
• 54.022 – novos infectados
• 17.352.670 – recuperados
• 1.027.827 – em acompanhamento
• 8.998,0 – incidência por grupo de 100 mil habitantes

Mortes confirmadas no Brasil
• 528.540 – óbitos acumulados
• 1.648 – novas vítimas fatais
• 2,8% – letalidade
• 251,5 – mortalidade por grupo de 100 mil habitantes

Dados atualizados em 07/07/21 – 20h30

Fontes: Ministério da Saúde, consórcio de veículos de imprensa, Universidade Johns Hopkins (EUA) e Fiocruz

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.