Document
PATROCINADORES

Nº 205: vexame das doses vencidas; Serrana tem queda de 95% nas mortes; Jogos de Tóquio sem espectadores

Vacinação invalidada para milhares

Pelo menos 26 mil brasileiros receberam doses vencidas da Covishield, da AstraZeneca, aponta o jornal Folha de S.Paulo, nesta sexta-feira (2). Os erros ocorreram em mais de 1,5 mil municípios até 19 de junho deste ano. De acordo com a Sociedade Brasileira de Imunização (SBI), não são esperadas reações adversas. A falta de proteção contra o vírus já é algo perigoso o suficiente. Para saber quem recebeu imunizantes fora da validade é preciso comparar as informações inseridas no comprovante de vacinação com os lotes e as datas de validade abaixo.

Lotes e validades

  • 4120Z001: 29 de março
  • 4120Z004: 13 de abril
  • 4120Z005: 14 de abril
  • CTMAV501: 30 de abril
  • CTMAV505: 31 de maio
  • CTMAV506: 31 de maio
  • CTMAV520: 31 de maio
  • 4120Z025: 4 de junho

E agora?

Quem recebeu vacina vencida precisará recomeçar o ciclo de duas doses pelo menos 28 dias após o equívoco, pois é como se a pessoa não tivesse sido inoculada. É preciso procurar o posto de saúde mais próximo para reprogramar as agulhadas.

O que MONEY REPORT publicou hoje

Serrana controlou mortes e internações

A imunização de toda a população adulta do município de Serrana, no interior de São Paulo, com a CoronaVac, fez os casos sintomáticos de covid-19 caírem 80%, as internações, 86%, e as mortes, 95%, após a segunda dose. Essa é a principal conclusão do Projeto S. A redução foi constatada por meio da comparação dos dados entre o início e o final da iniciativa, que ocorreu entre fevereiro e abril de 2021.

Nova marca fatal indiana

A Índia superou 400 mil mortes pelo coronavírus, informou o Ministério da Saúde do país, tornando-se o terceiro país mais afetado pela doença, atrás dos Estados Unidos e do Brasil. Especialistas, no entanto, estimam que os óbitos sejam superiores ao reportado, após o aumento virulento dos casos em abril e maio. O país também acumula 30,5 milhões de registros e só tem 4,3% de seus 1,36 bilhão de habitantes imunizados.

Janssen contra a delta

A Janssen, braço da Johnson & Johnson, anunciou na quinta-feira (1º), que sua vacina de dose única é eficaz contra a cepa delta, possuindo uma resposta imunológica de pelo menos 8 meses. Os anticorpos de oito pessoas inoculadas neutralizaram efetivamente a variante.

______________________________________________________________________________________________________________________________

Informe publicitário

______________________________________________________________________________________________________________________________

Igualdade aos imunizantes

Todas as vacinas da lista de emergência da Organização Mundial da Saúde (OMS) e de outros reguladores de renome internacional devem ser consideradas para que um viajante possa ser reconhecido como totalmente imunizado, defendeu a entidade na quinta-feira (1º). Isso deveria ocorrer mesmo em países onde alguns desses inoculantes ainda não foram aprovados. A lista da OMS inclui AstraZeneca, Janssen, Moderna, Pfizer, Sinopharm e Sinovac. As duas últimas, desenvolvidas na China e amplamente distribuídas na África e na América Latina, não foram autorizadas na Europa e nos Estados Unidos.

Alto risco de mutações

A variante delta está presente em 98 países, anunciou a OMS nesta sexta-feira (2), alertando que o mundo está diante de um “período muito perigoso da pandemia”, principalmente onde há a combinação de baixa cobertura vacinal e hospitais superlotados, o que cria terreno fértil para a disseminação de cepas e de novas mutações.

Vai sem público

Hashimoto: “Não é que queiramos organizar as Olimpíadas com espectadores a qualquer preço”

Os organizadores do Jogos de Tóquio não insistirão na presença de espectadores, afirmou Seiko Hashimoto, chefe do comitê do olímpico local, nesta sexta-feira (2). A declaração veio em meio às preocupações com uma nova onda de infecções faltando três semanas para as competições.

Mais da metade dos paulistas

Seu Dimas responde

O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas afirma: “Esperamos que a ButanVac possa ser aplicada em toda a população”. Confira:

Painel Coronavírus

Vacinados (cumulativos)
• 3,13 bilhões no mundo (41,73% da população)
• 102,78 milhões no Brasil (48,25% da população)

Segunda dose *
• 802,5 milhões no mundo (10,7% da população)
• 27,26 milhões de brasileiros (12,8% da população)
* dados aproximados

Casos confirmados no Brasil
• 18.687.469 – acumulado
• 65.165 – novos infectados
• 16.989.351 – recuperados
• 1.176.166 – em acompanhamento
• 8.892,6 – incidência por grupo de 100 mil habitantes

Mortes confirmadas no Brasil
• 521.952 – óbitos acumulados
• 1.857 – novas vítimas fatais
• 2,8% – letalidade
• 248,4 – mortalidade por grupo de 100 mil habitantes

Dados atualizados em 02/07/21 – 19h

Fontes: Ministério da Saúde, consórcio de veículos de imprensa, Universidade Johns Hopkins (EUA) e Fiocruz

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.