Document
PATROCINADORES

Nº 186: ego e recalque, voluntários da ButanVac e sorteios de carros

O anúncio do governo de São Paulo de antecipar em mais de um mês a vacinação de pessoas maiores de 18 anos naturalmente renderia uma polêmica. Em resposta ao governador de São Paulo, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, destacou o papel do governo federal na distribuição das doses. Doria não deixou o espírito lacrador de lado e chamou Queiroga de recalcado.

Voluntários da Butanvac

Com a autorização da Anvisa para a primeira fase de estudos clínicos em humanos com ButanVac, o Instituto Butantan pretende iniciar já nesta semana um pré-cadastro de voluntários para testar a vacina contra o novo coronavírus. Segundo o diretor Dimas Covas, o governo de São Paulo deve lançar um site nos próximos dias para receber a inscrição de quem quiser participar da iniciativa. A fase inicial de estudos em humanos busca avaliar a segurança do imunizante e sua capacidade de induzir uma resposta imunológica. Os estudos serão realizados pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Poderão participar pessoas com idade acima de 18 anos, inclusive adultos já vacinados ou que já tiveram a doença. “São três categorias: o grupo que não teve contato com o vírus, o grupo que já teve contato e o grupo já vacinado”, explicou Covas.


Informe publicitário


Bilhão do G7

Os líderes do G7, grupo de países que reúne as sete maiores economias do mundo, oficializaram neste domingo (13) a promessa de doar 1 bilhão de doses de vacina contra o novo coronavírus para países pobres e em desenvolvimento até o final de 2022. O compromisso consta na declaração final do encontro de cúpula, ocorrido no Reino Unido. “Tenho o prazer de anunciar que os líderes do G7 prometeram mais de 1 bilhão de doses para os países mais pobres do mundo – outro grande passo para vacinar o mundo”, publicou nas redes sociais o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson (foto).

Vacina no braço, carro na garagem

A prefeitura de Moscou, na Rússia, quer estimular a população a receber a primeira dose da vacina contra o novo coronavírus. Segundo a AFP, em razão do aumento de infectados na cidade, o prefeito Serguei Sobianin decidiu realizar sorteios de carros. No total, estarão em disputa cinco veículos no valor de um milhão de rublos (13.900 dólares). No embalo, para garantir o aumento do índice de vacinados, as autoridades da região de Moscou anunciaram que vão lançar um sorteio de um apartamento.

Zap da Fiocruz

Painel Coronavírus

Vacinados (ao menos a primeira dose)

• 2,3 bilhões no mundo
• 76,7 milhões no Brasil

Casos confirmados no Brasil

• 17.412.766 – acumulado
• 37.948 – novos infectados
• 8.286,0 – incidência por grupo de 100 mil habitantes

Mortes confirmadas no Brasil

• 487.401 – óbitos acumulados
• 1.129 – novas vítimas fatais
• 2,8% – letalidade
• 231,9 – mortalidade por grupo de 100 mil habitantes

Dados atualizados em 13/06/21 – 19h30

Fontes: Ministério da Saúde, Conselho Nacional de Secretários de Saúde, Universidade Johns Hopkins (EUA) e Fiocruz

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.