Document
PATROCINADORES

Nº 182: doar é a salvação; ButanVac em humanos; Janssen chegando

Excedentes que podem salvar milhões

Grandes estoques de vacinas podem ser desperdiçados se os governos de países desenvolvidos deixarem para última hora a doação de seus excedentes às nações subdesenvolvidas, alertou na terça-feira (8) a Unicef, fundo da Organização das Nações Unidas (ONU) para a infância. O apelo ganha relevância com a reunião do G7, grupo das maiores economias do mundo, no próximo final de semana, no Reino Unido. A Unicef pede que as doações ocorram até agosto e que seja estabelecido um plano de escalonamento capaz de atender adultos depois de cuidar dos grupos prioritários. Uma iniciativa bem estruturada deste porte pode salvar milhões de vidas. A pandemia já atingiu mais de 174 milhões de pessoas, matando no mínimo 3,75 milhões.

O que MONEY REPORT publicou hoje

ButanVac para voluntários

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) concedeu nesta quarta-feira (9) a autorização aos testes clínicos da vacina experimental do Instituto Butantan. “Pela primeira vez a Butanvac será aplicada em humanos e por isso serão conduzidas as fases clínicas 1 e 2”. De acordo com a reguladora, serão dois meses de intensa troca de informações e reuniões para garantir a segurança dos voluntários.

Janssen em cima da hora, quase estragando

Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, durante da CPI

O Ministério da Saúde divulgou que fará mutirões e uma ampla campanha de divulgação para vacinar o máximo de pessoas com os 3 milhões de doses da vacina da Janssen adiantados ao Brasil. A meta é esgotar todas em cinco dias. Só que há dois grandes problemas. O lote ainda não tem data para chegar, pois é preciso aval da Administração de Alimentos e Drogas dos Estados Unidos (FDA, na sigla em inglês) e a validade expira 27 de junho. O ministro Marcelo Queiroga disse esperar que os imunizantes cheguem na próxima semana. A vantagem do produto é ser de dose única. O governo adquiriu 38 milhões de doses pelo Plano Nacional de Imunização (PNI). As doses perto do fim da validade foram tiradas dos estoques do governo americano.

O que Elcio Franco disse à CPI

 Ex-secretário-geral defendeu tratamento precoce, mas teve o pulmão prejudicado

O resumo do que o ex-secretário-geral do Ministério da Saúde Antônio, Elcio Franco Filho, falou durante a sua reconvocação à CPI da Pandemia.

  • Cloroquina: afirmou que para qualquer doença precisa ser tratada precocemente. Já é sabido que não há terapia precoce para covid-19, conforme apontam os estudos científicos. Ele revelou que tomou todos os medicamentos do kit covid, precocemente, mas foi internado pela doença e teve parte de seu pulmão comprometido;
  • Vale ou não?: explicou que a Saúde acompanhou o desenvolvimento, os resultados e as tratativas do Instituto Butantan pela CoronaVac. O relator da CPI, Renan Calheiros (MDB-AL), questionou se as negativas do presidente Jair Bolsonaro contra a vacina teriam valor para a pasta: “O que o presidente fala não vale nada?”. Franco não respondeu;
  • Cota mínima: o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) questionou sobre a opção pela cota mínima do consórcio Covax. Franco explicou que o ministério contava com o Instituto Butantan (CoronaVac) e a Fiocruz (AstraZeneca), além das aquisições da Janssen, Pfizer e de outras farmacêuticas que se interessassem pelo Brasil. “Um esforço para obter o máximo de doses”. Vieira estranhou. “O máximo de doses? Mas foi comprada a cota mínima [do Covax], o ministério não respondeu à Pfizer e o Butantan foi deixado para depois”;
  • Pfizer: as tratativas com a farmacêutica não sofreram atrasos. O que ocorreu foi uma análise cuidadosa, dos estudos clínicos às questões contratuais. O vice-presidente da CPI, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), revelou que em vez de 53 e-mails não respondidos pelo Planalto à empresa, foram 81 manifestações sem resposta.

Novas convocadas

A enfermeira Francieli Fantinato e a médica Luana Araújo

Nesta quarta-feira (9), a comissão parlamentar de inquérito (CPI) do Senado aprovou novas convocações. Confira:

  • Osmar Terra (MDB-RS): deputado federal, ex-ministro e suposto integrante do gabinete paralelo;
  • Alexandre Figueiredo Costa Silva Marques: auditor do Tribunal de Contas da União (TCU) afastado do cargo por suspeita de ter produzido uma nota que alegava haver “supernotificação” nos registros de norte no Brasil. O TCU desmentiu o relatório, que foi citado por Bolsonaro na segunda-feira (7) para minimizar pandemia;
  • Francieli Francinato: enfermeira e coordenadora do PNI;
  • Foi aprovado uma acareação entre a médica Luana Araújo (à direita na imagem) e a enfermeira Francinato (à esquerda na imagem) para esclarecer as razões para a exclusão da primeira à chefia da Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19.

____________________________________________________________________________

Informe publicitário

______________________________________________________________________________

Confira o novo cronograma de SP

Passaporte europeu para imunizados

O Parlamento Europeu anunciou nesta quarta-feira (9) a aprovação do passaporte da vacinação que permitirá aos residentes se deslocarem entre os países do bloco sem a necessidade de quarentena ou de exames. A medida foi anunciada às vésperas do verão no hemisfério norte.

Cepa Delta, a mais nociva

Responsável por impulsionar a segunda onda na Índia, a cepa Delta (B.1.617.2) é a mais infecciosa entre as já indentificadas e apresenta efeitos mais nocivos. Foram registradas perda de audição, distúrbios gástricos graves e coágulos sanguíneos que levam à gangrena – sintomas incomuns aos pacientes com covid-19.

Negacionista condenado

Brandenburg destruiu vacinas,

O farmacêutico Steven Brandenburg, de 46 anos, foi condenado a três anos de prisão nos Estados Unidos, após se declarar culpado por deteriorar intencionalmente 500 doses de vacinas. Ele pagará US$ 83,8 mil ao Aurora Medical Center em Grafton, em Wisconsin, como compensação, de acordo com o Departamento de Justiça. Seu crime foi retirar as vacinas da geladeira durante seu turno noturno e deixá-las várias horas em temperatura ambiente, antes de colocá-las de volta para que fossem aplicadas 24 horas depois. Ele é um negacionista das vacinas. Vale lembrar que nos EUA são distribuídos os imunizantes da Moderna e da Pfizer, que precisam ser armazenados a -20°C e -75°C, respectivamente.

Painel Coronavírus

Vacinados (cumulativos)
• 2,22 bilhões no mundo (29,6% da população)
• 71,69 milhões no Brasil (33,97% da população)

Segunda dose
• 446 milhões no mundo (6,1% da população) *
• 23,8 milhões de brasileiros (11,1% da população)
* dados arredondados

Quando será a minha vez?
Não há dia certo, porém no link da plataforma “Quando vou ser vacinado” é possível obter uma estimativa. Como os dados são atualizados quase todos os dias, as expectativas mudam de acordo com a quantidade de doses aplicadas, grupos atendidos, faixas etárias e estado. Confira.

Leitos de UTI
• 80% * de ocupação total em 18 estados brasileiros e o DF
* Não há uma contagem sistemática e centralizada dos leitos de UTI disponíveis nas redes pública e privada do país. O levantamento de MR é baseado nas informações veiculadas na imprensa

Casos confirmados no Brasil
• 17.122.877 – acumulado
• 85.748 – novos infectados
• 15.596.816 – recuperados
• 1.046.546 – em acompanhamento
• 8.148,0 – incidência por grupo de 100 mil habitantes

Mortes confirmadas no Brasil
• 479.515 – óbitos acumulados
• 2.723 – novas vítimas fatais
• 2,8% – letalidade
• 228,2 – mortalidade por grupo de 100 mil habitantes

Dados atualizados em 09/06/21 – 19h30

Fontes: Ministério da Saúde, consórcio de veículos de imprensa, Universidade Johns Hopkins (EUA) e Fiocruz

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.