Document
PATROCINADORES

Nº 170: investigações e paranoias; Educação na fila; obesos esquecidos

A busca por respostas e novos medos

Os Estados Unidos pediram que a Organização Mundial da Saúde (OMS) conduza uma segunda investigação sobre as origens do novo coronavírus com especialistas independentes e acesso aos dados originais e amostras na China. Entre janeiro e fevereiro deste ano, uma equipe liderada pela entidade passou quatro semanas em Wuhan e nos arredores. Um relatório divulgado em março apontou que provavelmente o vírus havia sido transmitido a partir de morcegos para humanos por meio de um animal intermediário, ainda não é conclusivo. Um artigo da revista científica Nature publicado na quinta-feira (27) demonstrou que há esforços de líderes do partido Republicano para investigar a hipótese de “vazamento de laboratório”. Os pesquisadores alertam que essas demandas aumentam as tensões entre as potências.

O que MONEY REPORT publicou hoje

A vez dos professores

O Ministério da Saúde definiu nesta sexta-feira (28) a ordem de prioridade para vacinação de trabalhadores da Educação. Também foi autorizada a vacinação de pessoas fora dos grupos prioritários, com idades entre 18 e 59 anos, após o pessoal da educação. A ordem de vacinação será por atividade.

Profissionais da Educação

  • Creches;
  • Pré-escolas;
  • Ensino fundamental;
  • Ensino médio;
  • Ensino profissionalizante;
  • Educação de jovens e adultos (EJA);
  • Ensino superior.

Outros grupos

  • Depois dos professores, pessoas de 18 a 59 anos que não se encaixam em nenhum grupo prioritário poderão receber a vacina;
  • Parte das doses será destinada aos grupos 14 a 17 do PNO, cuja vacinação já está ocorrendo;
  • Pessoas em geral e gestantes e puérperas com comorbidades;
  • Pessoas com deficiência permanente (18 a 59 anos) sem cadastro no BPC;
  • Pessoas em situação de rua (18 a 59 anos);
  • Funcionários do sistema de privação de liberdade e população privada de liberdade;
  • Forças de segurança e salvamento e Forças Armadas (na 11ª etapa da campanha iniciou-se a vacinação escalonada desses trabalhadores, restrita aos profissionais envolvidos nas ações de combate à Covid-19);
  • Trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros;
  • Trabalhadores de transporte metroviário e ferroviário;
  • Trabalhadores de transporte aéreo;
  • Trabalhadores de transporte aquaviário;
  • Caminhoneiros;
  • Trabalhadores portuários;
  • Trabalhadores industriais;
  • Trabalhadores da limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos.

Obesos excluídos

A Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) e a Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e Síndrome Metabólica (Abeso) criticaram o Plano Nacional de Imunização (PNI) por não incluir os obesos entre os prioritários. “É uma doença subdiagnosticada”. A SBEM explicou que é difícil obter laudo médico ou receita que comprovem essa condição médica e pede a inclusão de pessoas acima dos 18 aos com obesidade de grau 2 (IMC acima de 35 kg/m²) e 3 (IMC maior ou igual a 40 kg/m²). Confira abaixo:

Pfizer em temperatura ambiente

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou nesta sexta-feira (28) que o armazenamento e conservação da vacina da Pfizer possa ser mantido entre 2º C a 8º C por até 31 dias. De início, o produto precisava ficar entre -25°C e -15°C por, no máximo, 14 dias. A alteração facilita a distribuição por todo o país.

SP, só com comprovante de residência

A partir desta sexta-feira (28), os moradores da capital paulista elegíveis para a imunização precisarão apresentar um comprovante de residência quando forem receber a primeira dose da vacina. “Daqui para frente, os grupos prioritários que serão vacinados têm grande quantidade de pessoas. Serão mais de 200 mil pessoas. A faixa etária está diminuindo progressivamente. São pessoas que, diferente dos idosos, se deslocam com maior facilidade. É natural que a cidade de São Paulo, que tem uma estrutura de vacinação grande, atraia pessoas”, explicou o secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido. Se o comprovante estiver em nome de algum parente, será necessário demonstrar o grau de parentesco. Os que já receberam a primeira dose não precisarão comprovação para a segunda.

Passaporte da imunidade americano

Washington está avaliando a possibilidade da adoção de passaportes de vacinas para viagens de ida e volta aos Estados Unidos, afirmou o secretário de Segurança Interna, Alejandro Mayorkas. Uma reportagem do The Guardian desta sexta-feira (28) explicou que essa possibilidade divide opiniões. Os favoráveis acreditam na volta às atividades econômicas, enquanto os críticos têm preocupações com a desigualdade e que o abismo vacinal entre as nações pobres e ricas pode aumentar ainda mais.

Pfizer a partir dos 12 anos na UE

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA, na sigla em inglês) aprovou o uso da vacina da Pfizer para crianças a partir de 12 anos. A autorização é semelhante com as dadas nos EUA e no Canadá. O imunizante já era usado na União Europeia (UE) a partir dos 16 anos.

Boas notícias da AstraZeneca

A taxa de mortalidade por coágulos sanguíneos após a inoculação com AstraZeneca/Oxford diminuiu, afirmou a EMA. O presidente da força-tarefa que investiga a questão, Marco Cavaleri, explicou que relatos adicionais após meados de abril não mostram nenhuma mudança acentuada. Até quinta-feira (27), a EMA registrou 316 casos de coágulos sanguíneos com plaquetas baixas entre os inoculados. Pelo menos 36 milhões de doses foram administradas na União Europeia.

Não exagere

O uso indiscriminado de paracetamol para alívio de dores e febre após a vacinação contra covid-19 pode levar a eventos adversos graves, incluindo hepatite medicamentosa e morte, alertou a Anvisa. De acordo com a agência, o paracetamol deve ser usado com cautela, conforme as recomendações contidas na bula, sempre respeitando as faixas etárias.

Painel Coronavírus

Vacinados
• 1,81 bilhão no mundo (24,1% da população)
• 65,27 milhões no Brasil (30,9% da população)

Segunda dose
• 421 milhões no mundo (5% da população) *
• 19,7 milhões de brasileiros (9,37% da população)
* dados arredondados

Quando será a minha vez?
Não há dia certo, porém no link da plataforma “Quando vou ser vacinado” é possível obter uma estimativa. Como os dados são atualizados quase todos os dias, as expectativas mudam de acordo com a quantidade de doses aplicadas, grupos atendidos, faixas etárias e estado. Confira.

Leitos de UTI
• 85% * de ocupação total em 15 estados brasileiros e o DF
* Não há uma contagem sistemática e centralizada dos leitos de UTI disponíveis nas redes pública e privada do país. O levantamento de MR é baseado nas informações veiculadas na imprensa

Casos confirmados no Brasil
• 16.391.930 – acumulado
• 49.768 – novos infectados
• 14.811.266 – recuperados
• 1.121.619 – em acompanhamento
• 7.800,2 – incidência por grupo de 100 mil habitantes

Mortes confirmadas no Brasil
• 459.045 – óbitos acumulados
• 2.371 – novas vítimas fatais
• 2,8% – letalidade
• 218,4 – mortalidade por grupo de 100 mil habitantes

Dados atualizados em 28/05/21 – 20h

Fontes: Ministério da Saúde, consórcio de veículos de imprensa, Universidade Johns Hopkins (EUA) e Fiocruz

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.