Document
PATROCINADORES

Nº 163: G20 para quê?; Nicolelis alerta de novo; imunização na Transilvânia

Entre o G20 e as ofensas, a opção irrelevante

Enquanto os líderes do G20 se reuniam para buscar respostas à crise na Cúpula Global de Saúde, o presidente Jair Bolsonaro decidiu ficar de fora. Assim, os países mais ricos selaram compromissos de garantia de ampliação do acesso às vacinas e de atuação conjunta contra futuras pandemias. Já Bolsonaro preferiu entregar títulos de propriedade rural no interior do Maranhão, onde promoveu mais do mesmo: aglomerações e ataques chulos aos adversários. No caso, o governador maranhense Flávio Dino (PCdoB), o chamando de “comunista gordo”.

O que MONEY REPORT publicou hoje

Fazemos tudo errado

Miguel Nicolelis: “não aprendemos nada”.

O neurocientista brasileiro Miguel Nicolelis, da Universidade de Duke, nos Estados Unidos, afirmou nesta sexta-feira (21) que o Brasil deveria ter feito um controle mais rígido nas entradas de aeroportos e portos internacionais. Ele acredita que o Maranhão não deve ser o único ponto de entrada para a cepa indiana (B.1.617.2). “A grande preocupação era evitar que essa variante chegasse aqui porque tem causado um estrago tremendo na Índia”, explicou. O governo maranhense confirmou na quinta-feira (20) que os contaminados são seis tripulantes do navio Shandong Da Zhi. A embarcação veio da África do Sul, fretada pela Vale para carregar minério de ferro em São Luís. Nicolelis criticou a falta de rastreamento: “Eu não sei se esse navio parou em outros portos antes do Maranhão. Além disso, estamos ignorando o maior porto do país, o de Santos, e o maior aeroporto, o de Guarulhos, no estado mais populoso, São Paulo”.

Ajuda aos miseráveis

Vacinação em Bamako, no Mali, em 2020

A União Europeia informou que doará 100 milhões de doses de vacinas aos países subdesenvolvidos. A declaração foi feita pela presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, nesta sexta-feira (21), na abertura da cúpula do G-20. O bloco ainda não informou quando e quais países que receberão os imunizantes.

Argentina em alerta

O presidente argentino Alberto Fernández anunciou na noite de quinta-feira (20) um lockdown de nove dias em regiões consideradas mais críticas. Houve um intenso aumento nas contaminações e mortes por covid no país. A medida entra em vigor no sábado (22). Além da região metropolitana de Buenos Aires, que concentra 16 milhões de habitantes, serão afetadas as cidades de Rosário, Córdoba e Santa Fé. O país acumula 72.669 óbitos, 3,4 milhões de contaminações e apenas 4,8% da população totalmente imunizada.

Efeito prático da CPI

Senador e presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM)

O presidente da CPI da Pandemia, o senador Omar Aziz (PSD-AM), protocolou nesta sexta-feira (21) um projeto que criminaliza a recomendação de medicamentos cujo os efeitos não têm comprovação científica. A proposta é uma reposta à insistência do presidente Jair Bolsonaro e seus apoiadores ao uso de cloroquina e ivermectina contra a covid-19. O tema é recorrente na CPI.

Com mais de um ano de atraso

Jair Bolsonaro e o ex-chanceler Ernesto Araújo

Só em 12 de abril de 2021, mais de um ano após a decretação da pandemia, o Itamaraty formou um grupo para “intensificar esforços para a obtenção de vacinas, testes, medicamentos e insumos” contra covid-19, informou um telegrama diplomático obtido pelo jornal Folha de S.Paulo nesta sexta-feira (21). Durante a gestão do ex-chanceler Ernesto Araújo, não havia ninguém dedicado à calamidade. O documento corrobora indiretamente o depoimento de Araújo à CPI da Pandemia, na terça-feira (18), quando ele afirmou que o presidente Jair Bolsonaro orientou a pasta a viabilizar a compra de cloroquina, mas deixou de dar instruções sobre negociações para a aquisição de imunizantes.

Turismo na Espanha

O país reabrirá aos visitantes imunizados residentes da União Europeia a partir de 7 de junho. A medida também servirá a quem apresentar exames e comprovantes de inoculação. Aos brasileiros que almejam entrar na Espanha, só com as duas doses da Pfizer ou da AstraZeneca/Oxford.

Imunizados no castelo de Drácula

O vilarejo de Bran, na Transilvânia, Romênia, abriga o Castelo de Drácula. A maior atração turística do país agora sedia um posto de vacinação que pode atender qualquer cidadão da União Europeia. Como prêmio pela coragem, os turistas da vacina recebem um diploma e um souvenir. “As pessoas esperam se divertir. Por isso, pensamos em dar a elas uma lembrancinha, um convite para retornar daqui a 100 anos. Você sabe como é, uma alusão à imortalidade. Acho que ninguém se importaria em viver mais um século”, afirmou Lia Dorina Doru, gerente do castelo.

Painel Coronavírus

Vacinados
• 1,59 bilhão no mundo (21,2% da população)
• 55,9 milhões no Brasil (26,5% da população)

Segunda dose
• 354 milhões no mundo (4,2% da população) *
• 18 milhões de brasileiros (8,55% da população)
* dados arredondados

A Universidade Johns Hopkins (EUA) não atualizou os dados globais da segunda dose

Quando será a minha vez?
Não há dia certo, porém no link da plataforma “Quando vou ser vacinado” é possível obter uma estimativa. Como os dados são atualizados quase todos os dias, as expectativas mudam de acordo com a quantidade de doses aplicadas, grupos atendidos, faixas etárias e estado. Confira.

Leitos de UTI
• 80% * de ocupação total em 18 estados brasileiros e o DF
* Não há uma contagem sistemática e centralizada dos leitos de UTI disponíveis nas redes pública e privada do país. O levantamento de MR é baseado nas informações veiculadas na imprensa

Casos confirmados no Brasil
• 15.970.949 – acumulado
• 76.855 – novos infectados
• 14.422.209 – recuperados
• 1.102.431 – em acompanhamento
• 7.599,9 – incidência por grupo de 100 mil habitantes

Mortes confirmadas no Brasil
• 446.309 – óbitos acumulados
• 2.215 – novas vítimas fatais
• 2,8% – letalidade
• 212,4 – mortalidade por grupo de 100 mil habitantes

Dados atualizados em 21/05/21 – 20h

Fontes: Ministério da Saúde, consórcio de veículos de imprensa, Universidade Johns Hopkins (EUA) e Fiocruz

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.