Document
PATROCINADORES

Nº 162: China libera IFAs; fila para casos neurológicos; farejando coronavírus

Insumo quase chegando

O embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, confirmou nesta quinta-feira (20) que mais ingredientes farmacêuticos ativos (IFAs) chegarão nos próximos dias. As remessas serão destinadas tanto à Fiocruz, que produz a vacina da AstraZeneca/Oxford, quanto ao Instituto Butantan, com a CoronaVac. As novas remessas permitirão a produção de 16,6 milhões de doses, suficientes para imunizar completamente 3,9% da população.

Cronograma de recebimento

  • Fiocruz: 22 de maio (AstraZeneca/Oxford) – poderá produzir 11,6 milhões de doses;
  • Instituto Butantan: 25 de maio (CoronaVac) – poderá produzir 5 milhões de doses.

Nova onda, velhos medos

A Universidade de Washington projeta que o Brasil atinja 750 mil mortes no final de agosto. Para a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), o país pode chegar a 940 mil vítimas fatais antes de outubro. Em meio aos temores de uma terceira onda, a queda na média móvel de óbitos nas primeiras semanas de maio pode ser um risco, já que governos estaduais aliviam as normas de distanciamento social enquanto a campanha de vacinação segue em ritmo irregular.

Média semanal de mortes:

  • 1° de maio (2.421) a 8 de maio (2.126): -12,1%
  • 8 de maio (2.126) a 15 de maio (1.914): -9,97%
  • 15 de maio (1.914) a 19 de maio (1.951): +1,9% (não é uma semana epidemiológica, mas há uma nova tendência de alta).

Dados da Universidade Johns Hopkins

O que MONEY REPORT publicou hoje

Prioridade para doentes neurológicos crônicos

As doenças neurológicas crônicas foram incluídas no grupo prioritário de pessoas com comorbidades passíveis de imunização. A mudança no Plano Nacional de Operacionalização (PNO) foi feita nesta quinta-feira (20). A lista inclui acometidos de acidentes vascular cerebral isquêmico ou hemorrágico, ataque isquêmico transitório, demência vascular, males permanentes que impactem a função respiratória, doenças hereditárias e degenerativas do sistema nervoso ou muscular, deficiência neurológica grave, paralisia cerebral e esclerose múltipla ou condições similares. Esses prioritários já podem ser atendidos. Eles entraram na fila após idosos em instituições de longa permanência, profissionais de saúde, idosos e parte dos trabalhadores de forças de segurança.

Pfizer saída de geladeiras comuns

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) deve ser consultada pela Pfizer sobre a possibilidade de seu imunizante ser armazenado em refrigeradores comuns (de 2ºC a 8ºC) por até 30 dias. A medida reduz significativamente os problemas logísticos e facilita a chegada das remessas ao interior do Brasil. A vacina até o momento está restrita às capitais e regiões metropolitanas.

Pazuello na CPI: parte 2

Ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello

O resumo do que o ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, falou à CPI da Pandemia. Ele retornou à comissão após um mal-estar na quarta-feira (19), quando foi auxiliado pelo senador Otto Alencar (PSD-BA), que é médico.

  • Hacker desconhecido: “Ele [hacker] pegou esse diagnóstico, botou, alterou, com dados lá dentro, e colocou na rede pública [TrateCov]”. A declaração é falsa. O app do Ministério da Saúde que receitava cloroquina, lançado em 11 de janeiro, foi apresentado pela secretária de Gestão de Trabalho e da Educação na Saúde, Mayra Pinheiro, durante uma cerimônia em Manaus como parte de um “plano estratégico” de enfrentamento à covid-19 na região. Pazuello estava na cerimônia. O TrateCov saiu do ar em 21 de janeiro;
  • Máscaras: afirmou que a Organização Mundial da Saúde (OMS) não era clara quanto ao uso de máscaras em relação à proteção contra a covid-19. A afirmação é falsa. A entidade afirma desde abril de 2020 que o uso de máscaras contribui para evitar a propagação da doença;
  • Medidas de isolamento: disse que assim como medicamentos, essas medidas não são cientificamente comprovadas. Falso. O isolamento é eficaz, apontou um estudo publicado em junho pela revista científica Nature que envolveu dados dos EUA, China, Coreia do Sul, Itália, Irã e França. Restrições de circulação teriam impedido ou retardado cerca de 61 milhões de contaminações.

Reforço da Moderna

O CEO da Moderna, Stéphane Bancel, afirmou nesta quinta-feira (20) que é provável que seja necessária uma terceira dose do imunizante. Como os Estados Unidos começaram a vacinação em dezembro, o melhor será fazer o reforço em setembro.

  • O inoculante da Moderna não é utilizado no Brasil. Na quarta-feira (19), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, conversou com representantes da farmacêutica.

Torre Eiffel com turistas

A Torre Eiffel reabrirá em 16 de julho com elevadores funcionando a 25% da lotação, anunciou a prefeitura de Paris nesta quinta-feira (20). A atração turística está fechada desde 30 de outubro. A visitação será limitada a 10 mil turistas por dia. Antes, a torre recebia 25 mil pessoas diariamente, informou a Sete (Sociedade de Exploração da Torre Eiffel).

Anticorpos de nascença

Nascido em Tubarão (SC), em 9 de abril, Enrico veio ao mundo com anticorpos contra a covid. Sua mãe é Talita Mengali Izidoro, médica que atua em um posto de saúde da cidade. Ela foi imunizada com a CoronaVac quando estava com 34 semanas de gestação. Um teste comprovou um nível de proteção de 22% no recém-nascido. De acordo com o secretário municipal de Saúde, o médico Daisson José Trevisol, esse é o primeiro caso documentado da região. O bebê passará por novos exames aos 3 e 6 meses. Será analisado se o aleitamento aumentará seu nível de anticorpos.

Farejadores de covid

Cães devem atuar em aeroportos, portos e estações de trem e metrô

Um estudo conduzido em março e abril pela Escola Nacional de Veterinária da França e pela unidade de pesquisa clínica do hospital Necker-Cochin, de Paris, revelou que cães foram capazes de detectar a presença de infectados por coronavírus com 97% de precisão entre 109 testes positivos.

Painel Coronavírus

Vacinados
• 1,56 bilhão no mundo (20,8% da população)
• 55,1 milhões no Brasil (26,11% da população)

Segunda dose
• 354 milhões no mundo (4,2% da população) *
• 17,9 milhões de brasileiros (8,49% da população)
* dados arredondados

A Universidade Johns Hopkins (EUA) não atualizou os dados globais da segunda dose

Quando será a minha vez?
Não há dia certo, porém no link da plataforma “Quando vou ser vacinado” é possível obter uma estimativa. Como os dados são atualizados quase todos os dias, as expectativas mudam de acordo com a quantidade de doses aplicadas, grupos atendidos, faixas etárias e estado. Confira.

Leitos de UTI
• 85% * de ocupação total em 16 estados brasileiros e o DF
* Não há uma contagem sistemática e centralizada dos leitos de UTI disponíveis nas redes pública e privada do país. O levantamento de MR é baseado nas informações veiculadas na imprensa

Casos confirmados no Brasil
• 15.894.094 – acumulado
• 84.039 – novos infectados
• 14.385.962 – recuperados
• 1.064.038 – em acompanhamento
• 7.563 – incidência por grupo de 100 mil habitantes

Mortes confirmadas no Brasil
• 444.094 – óbitos acumulados
• 2.403 – novas vítimas fatais
• 2,8% – letalidade
• 211 – mortalidade por grupo de 100 mil habitantes

Dados atualizados em 20/05/21 – 19h30

Fontes: Ministério da Saúde, consórcio de veículos de imprensa, Universidade Johns Hopkins (EUA) e Fiocruz

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.