Document
PATROCINADORES

Nº 161: subcontinente em alerta; para gestantes; Paris reabre cafés e museus

Índia bate seu pior recorde

Com 4.529 mortes, a Índia superou seu maior registro diário nesta quarta-feira (19). Devido ao descontrole, o número de vítimas fatais deve ser ainda maior. Com 267.334 novas infecções, felizmente o país registra uma tendência de queda desde 6 de maio, quando atingiu 412.413 casos novos. Mesmo assim, a letalidade segue alta. No acumulado são 25,4 milhões de infectados e 283 mil óbitos. O recorde global de fatalidades pelo novo coronavírus em um único período de 24 horas é dos EUA, com 5.463 mortes em 12 de fevereiro.

O que MONEY REPORT publicou hoje

Novas regras para gestantes

O Ministério da Saúde divulgou nesta quarta-feira (19) uma nova orientação para gestantes e puérperas que receberam uma dose da AstraZeneca/Oxford. Elas deverão aguardar até o fim do puerpério para a segunda inoculação. A decisão surgiu após duas grávidas imunizadas morrerem por causas indeterminadas. De acordo com a pasta, até 10 de maio cerca de 15 mil mulheres nestas condições foram vacinadas. A vacinação agora é recomendada com CoronaVac ou Pfizer apenas às mulheres que sofram de alguma comorbidade.

Guinada tanzaniana

Primeira presidente mulher da Tanzânia, Samia Suluhu

O presidente negacionista tanzaniano John Magufuli, faleceu em 21 de março, em decorrência de problemas cardíacos – membros do governo negam covid-19. Agora, a nova presidente, Samia Suluhu, quer mudar a maneira de lidar com a pandemia. Ela criou uma força-tarefa que, por meio de testes, avaliará a prevalência do vírus para a elaboração de um guia de tratamento com ajuda da Organização Mundial da Saúde (OMS). Suluhu afirmou que a Tanzânia começará a administrar vacinas adquiridas pelo consórcio Covax.

O que Pazuello disse à CPI

Ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello

O resumo do que o ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, falou à CPI da Pandemia.

  • CoronaVac: “Nunca o presidente da República me mandou desfazer qualquer contrato com o Butantan. Em nenhuma vez”. A declaração de Pazuello é falsa. Em 20 de outubro, o ex-ministro anunciou a compra de 46 milhões de doses da CoronaVac, para um dia depois, o presidente Jair Bolsonaro desautorizá-lo até pelo Twitter (abaixo). O Ministério da Saúde só assinou o contrato de compra de 100 milhões de doses com Instituto Butantan em 7 janeiro de 2021;
  • Manaus: afirmou que tomou conhecimento do desabastecimento de oxigênio hospitalar em Manaus na noite de 10 de janeiro. A declaração também é falsa. Os registros públicos mostram que o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), a White Martins e a Força Nacional do SUS comunicaram à Saúde sobre o risco de colapso a partir 6 janeiro;
  • Eternamente cloroquina: o ex-ministro explicou que não recomendou cloroquina, o que também não condiz com os fatos. Durante sua gestão, a pasta criou o kit covid, promoveu, distribuiu e defendeu publicamente o tratamento precoce com medicamentos ineficazes até por meio do aplicativo TrateCov (abaixo), lançado em 19 de janeiro e descontinuado após críticas.
Peça publicitária do Ministério da Saúde

Passaporte verde

Os 27 integrantes da União Europeia (UE) concordaram em suavizar as restrições de viagem a turistas de fora do bloco antes do início do verão europeu. A proposta era discutida desde 3 de maio. Deve ser criada uma lista com base nos dados do Centro Europeu de Controle e Prevenção de Doenças (ECDC, na sigla em inglês) que inclua Reino Unido e outros países que cumpram seus novos critérios sanitários.

França reaberta

A França está aliviando as medidas restritivas. Em Paris, cafés e áreas abertas de restaurantes podem funcionar com até 50% da capacidade, com toque de recolher às 21h. Lojas não essenciais e espaços culturais também estão retornando. O país relata uma média 14.386 novas contaminações e 179 mortes a cada sete dias. Reaberto, o Museu do Louvre tinha uma fila de 20 pessoas nesta quarta-feira (19).

Painel Coronavírus

Vacinados
• 1,53 bilhão no mundo (20,4% da população)
• 54,3 milhões no Brasil (25,4% da população)

Segunda dose
• 354 milhões no mundo (4,2% da população) *
• 17,6 milhões de brasileiros (8,35% da população)
* dados arredondados

A Universidade Johns Hopkins (EUA) não atualizou os dados globais da segunda dose

Quando será a minha vez?
Não há dia certo, porém no link da plataforma “Quando vou ser vacinado” é possível obter uma estimativa. Como os dados são atualizados quase todos os dias, as expectativas mudam de acordo com a quantidade de doses aplicadas, grupos atendidos, faixas etárias e estado. Confira.

Leitos de UTI
• 80% * de ocupação total em 13 estados brasileiros e o DF
* Não há uma contagem sistemática e centralizada dos leitos de UTI disponíveis nas redes pública e privada do país. O levantamento de MR é baseado nas informações veiculadas na imprensa

Casos confirmados no Brasil
• 15.812.055 – acumulado
• 79.219 – novos infectados
• 15.812.055 – recuperados
• 1.040.246 – em acompanhamento
• 7.524 – incidência por grupo de 100 mil habitantes

Mortes confirmadas no Brasil
• 441.691 – óbitos acumulados
• 2.641 – novas vítimas fatais
• 2,8% – letalidade
• 210 – mortalidade por grupo de 100 mil habitantes

Dados atualizados em 19/05/21 – 19h30

Fontes: Ministério da Saúde, consórcio de veículos de imprensa, Universidade Johns Hopkins (EUA) e Fiocruz

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.