Document
PATROCINADORES

Nº 159: jogos mundiais da pandemia; ex-ministro mostra como fracassamos; cloroquina renegada

Olímpiadas em estado de emergência

As Olimpíadas de Tóquio devem começar em 23 de julho, mas os protestos pelo cancelamento do evento ganham força com a disseminação da covid no Japão. A média entre 17 de abril e 16 de maio foi de 4,5 mil novos casos diários. O país acumula em torno de 11.400 mortes e 685 mil registros desde o início da pandemia. Cidades e províncias decretaram estado de emergência, incluindo a capital Tóquio.

Poderíamos ter 40% de imunizados

Ex-ministro da Saúde, José Gomes Temporão

Desarticulação das políticas sanitárias, quarentenas ineficientes em detrimento de pressão econômica, imunização nacional pulverizada e baixa cobertura vacinal diante do tamanho da população. Após quatro meses desde o início da vacinação, em 17 de janeiro, José Gomes Temporão, sanitarista da Fiocruz e ex-ministro da Saúde, avaliou ao jornal Valor Econômico a resposta brasileira à pandemia. Ele explicou que as potencialidades do Plano Nacional de Imunizações (PNI) estão subaproveitadas. O desprezo do Planalto pelas ofertas das farmacêuticas, citando a Pfizer, tornou imprevisível o andamento da campanha nos próximos meses. Para Temporão, se tudo tivesse ocorrido como deveria, hoje teríamos de 30% a 40% da população imunizada com duas doses.

O que MONEY REPORT publicou hoje

Saúde deve renegar cloroquina e ivermectina

O Ministério da Saúde revisou estudos e vai deixar, oficialmente, de recomendar medicamentos como hidroxicloroquina, cloroquina, azitromicina, ivermectina e até remdesivir. O documento começou a ser avaliado na quinta-feira (13) pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec). A previsão é que ele seja apresentado publicamente antes de ser adotado como nova orientação. O uso de medicamentos sem eficácia defendidos pelo presidente Jair Bolsonaro e integrantes do governo é alvo da CPI da Pandemia.

Farra dos atestados investigada

A vacinação da população que sofre comorbidades, como diabetes e hipertensão, gera uma corrida por atestados médicos e até mesmo suspeitas de fraudes. Possíveis casos de “fura fila” são investigados no Amapá e na Paraíba. Os ministérios públicos federal e estaduais investigam. Os detalhes não foram divulgados.

Nova remessa de Ifa

O governo do estado de São Paulo informou nesta segunda-feira (17) que a chegada da nova remessa de ingrediente farmacêutico ativo (Ifa) para a produção da CoronaVac está prevista para a próxima quarta-feira (26). A produção foi interrompida pelo Instituto Butantan na semana passada por falta de matéria-prima.

Escassez taiwanesa

Metrô em Taiwan, 2020

Sucesso na mitigação da covid-19, Taiwan permitiu que seu estoque de 300 mil doses se esgotasse rapidamente e ficasse sem reposição. Com apenas 1% de seus 23 milhões de habitantes atendidos, a ilha registrou um aumento nas infecções. Em 14 de maio ocorreram 34 casos novos, saltando para 207 dois dias depois. Apesar disso, o país contabiliza 1.682 casos desde o início da pandemia e apenas 12 mortes. O ministro da Saúde, Chen Shih-chung, afirmou que foram adquiridos 20 milhões de doses das farmacêuticas AstraZeneca e Moderna. Um entrave político local não permite o uso de vacinas chinesas. Taiwan era uma província chinesa que se tornou autônoma após a revolução comunista.

Terceira dose alemã

As autoridades de saúde da Alemanha acreditam que até 2022 será necessária uma campanha nacional para a aplicação de uma terceira dose contra a covid. Seria uma forma de evitar variantes e fortalecer a imunidade da população. A possibilidade foi apresentada pelo presidente da Comissão Permanente de Vacinação (Stiko, na sigla em alemão), Thomas Mertens.

Pfizer em refrigeradores comuns

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA, na sigla em inglês) recomendou estender de cinco para 31 dias o prazo de validade do armazenamento da vacina da Pfizer em frascos fechados acondicionados em refrigeradores normais (2°C a 8°C). A EMA acrescenta que a sugestão veio após a avaliação de dados sobre a estabilidade do imunizante. Com isso, seria possível transportar essa vacina para comunidades menos preparadas no interior do Brasil.

China apoia quebra de patentes

Pequim se colocou a favor dos países em desenvolvimento e pela renúncia das patentes sobre as vacinas, comunicou nesta segunda-feira (17) o Ministério das Relações Exteriores chinês. Índia e África do Sul defendem desde o ano passado, na Organização Mundial do Comércio (OMC), a medida para reforçar a produção e garantir que o mundo seja atendido com celeridade.

Painel Coronavírus

Vacinados
• 1,47 bilhão no mundo (19,6% da população)
• 52,7 milhões no Brasil (25% da população)

Segunda dose
• 354 milhões no mundo (4,2% da população) *
• 17,1 milhões de brasileiros (8,12% da população)
* dados arredondados

A Universidade Johns Hopkins (EUA) não atualizou os dados globais da segunda dose

Quando será a minha vez?
Não há dia certo, porém no link da plataforma “Quando vou ser vacinado” é possível obter uma estimativa. Como os dados são atualizados quase todos os dias, as expectativas mudam de acordo com a quantidade de doses aplicadas, grupos atendidos, faixas etárias e estado. Confira.

Leitos de UTI
• 80% * de ocupação total em 15 estados brasileiros e o DF
* Não há uma contagem sistemática e centralizada dos leitos de UTI disponíveis nas redes pública e privada do país. O levantamento de MR é baseado nas informações veiculadas na imprensa

Casos confirmados no Brasil
• 15.657.391 – acumulado
• 29.916 – novos infectados
• 14.657.391 – recuperados
• 1.068.421 – em acompanhamento
• 7.451 – incidência por grupo de 100 mil habitantes

Mortes confirmadas no Brasil
• 436.537 – óbitos acumulados
• 736 – novas vítimas fatais
• 2,8% – letalidade
• 208 – mortalidade por grupo de 100 mil habitantes

Dados atualizados em 17/05/21 – 19h30

Fontes: Ministério da Saúde, consórcio de veículos de imprensa, Universidade Johns Hopkins (EUA) e Fiocruz

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.