Document
PATROCINADORES

Nº 154: o erro imenso da OMS; casos em queda; Wajngarten esfolado

30 dias que custaram milhões de vidas

Um novo sistema global deveria ser criado para apurar surtos de doenças, habilitando a Organização Mundial da Saúde (OMS) a enviar pesquisadores o mais rápido possível, afirmou uma comissão de estudo da pandemia de covid-19 nesta quarta-feira (12), durante o Painel Independente para Preparação e Resposta à Pandemia (IPPPR). A conclusão veio após o atraso da entidade em declarar que o surto na China era uma emergência internacional, em 30 de janeiro de 2020. Para os pesquisadores, um valioso mês foi perdido na adoção de medidas para deter o vírus.

  • Os especialistas pediram reformas na OMS para prevenir futuras pandemias;
  • O relatório responsabilizou líderes que negaram a ciência por corroer a confiança pública nos resultados das pesquisas científicas.

O que MONEY REPORT publicou hoje

Média de infecções em queda

O número de novos casos de covid-19 atingiu um pico de 100.158 notificações em 25 de março, um recorde na pandemia, para começar a cair ao longo de abril. Já o pico de vítimas fatais em um único dia (4.249) ocorreu em 8 de abril, duas semanas após o auge das infecções. Como a contagem diária sofre atrasos, o ideal é prestar atenção na média móvel de infectados e mortos a cada sete dias. Na terça-feira, 11 maio, o Brasil registrou uma média móvel semanal de 1.993 óbitos. Foi a primeira vez desde 16 de março que o índice ficou abaixo de 2 mil. Se tudo der certo, logo as mortes vão cair mais.

Intervalo de doses para Tóquio

A Pfizer começou a ser aplicada em parte dos atletas brasileiros que vão participar dos Jogos Olímpicos de Tóquio, oficialmente abertos em 23 de julho. Porém, no Brasil o intervalo de 12 semanas entre as doses desse imunizante ultrapassa a data máxima para o embarque da delegação. Faltam 10 semanas para as competições, mas aqui – e no Reino Unido – a segunda inoculação é feita após 12 semanas. O outro imunizante é a CoronaVac, que pede 28 dias de intervalo.

CoronaVac vai bem na Indonésia

Uma análise do Ministério da Saúde da Indonésia mostrou que o imunizante é 98% eficaz na prevenção de mortes e 96% em evitar internações. O estudo preliminar foi produzido com dados de 128.290 profissionais de saúde da capital Jacarta que receberam a CoronaVac entre janeiro e março deste ano, afirmou o pesquisador, Pandji Dhewantara, nesta quarta-feira (12).

Mentiras e imprecisões no depoimento

Ex-secretário de Comunicação Social da Presidência, Fabio Wajngarten

O resumo do que o ex-secretário de Comunicação, Fabio Wajngarten, falou à CPI da Pandemia.

  • Cloroquina: ele afirmou que quando contraiu covid, a cloroquina não havia sido apontada como potencialmente eficaz. A declaração é inverídica. Quando a Secom anunciou que o então secretário estava doente, em 12 de março de 2020, a cloroquina já era comentada por causa de um artigo na revista científica Nature, em fevereiro. Em 19 de março, com Wajngarten ainda em licença médica, a droga foi promovida pelo ex-presidente americano Donald Trump. Foi quando Jair Bolsonaro citou o remédio pela primeira vez.
  • Cloroquina II: questionado se o governo fez propaganda da cloroquina e da ivermectina, medicamentos sem eficácia comprovada, ele negou. Não é o que mostra uma publicação da própria secretaria que dirigia em maio do ano passado.
  • Campanha: o ex-secretário tentou se eximir de responsabilidade sobre a campanha do governo federal “O Brasil não pode parar”, que criticava o isolamento social. Ele alegou que na época que as peças estavam em preparação, em março de 2020, ele estava ausente da Secom, padecendo de covid. A declaração não condiz com a realidade. Diversas vezes Wajngarten afirmou que apesar de estar em isolamento, trabalhava normalmente em casa.
  • Vacinas: Wajngarten tentou apresentar Bolsonaro como um dirigente disposto a adquirir os lotes necessários de vacinas, mas o próprio presidente afirmou publicamente, em 2020, que não compraria a CoronaVac, do Instituto Butantan, mesmo que o imunizante fosse aprovado pela Anvisa.
  • Questionamento: “Vossa Excelência, mais uma vez, mente. Mentiu diante dos áudios agora publicados, mentiu por ter mudado a versão com relação à entrevista que deu e continua a mentir. […] O presidente pode até decidir diferentemente, mas vou, diante do flagrante evidente, pedir a prisão de Vossa Senhoria. Ele pode decidir diferentemente, mas vou pedir porque o espetáculo de mentira que vimos aqui hoje é algo que não vai se repetir e não pode servir de precedente”, afirmou o senador e relator da CPI, Renan Calheiros (MDB-AL). De acordo com a Constituição, os intimados a depor são obrigados a falar a verdade, como se estivessem diante da Justiça.

Mães novatas e gestantes do Rio

A cidade do Rio de Janeiro retomou nesta quarta-feira (12) a imunização de gestantes e puérperas com comorbidades, após receber 50.310 doses da vacina da Pfizer/BioNTech na noite de terça-feira (11).

Próximas estações, CoronaVac, AstraZeneca e Pfizer

Pessoas de 45 a 49 anos que sofram comorbidades serão vacinadas a partir de 21 de maio

O governo de São Paulo anunciou nesta quarta-feira (12) que instalará postos de vacinação em estações de metrô e trens da capital a partir desta quinta-feira (13). Confira os locais:

  • Linha 11-Coral: Guaianazes, a partir de quinta-feira (13);
  • Linha 12-Safira: São Miguel Paulista, Jardim Helena-Vila Mara e Itaim Paulista, a partir de quinta-feira (13);
  • Linha 3-Vermelha: Corinthians-Itaquera, a partir de quinta-feira (13);
  • EMTU: terminal São Mateus, das 9h30 às 17h, a partir de quinta-feira (13);
  • Linha 4-Amarela: República, Pinheiros e Butantã, a partir de segunda-feira (17).

Painel Coronavírus

Vacinados
• 1,35 bilhão no mundo (18% da população)
• 48,19 milhões no Brasil (22,8% da população)

Segunda dose
• 354 milhões no mundo (4,2% da população) *
• 15,7 milhões de brasileiros (7,44% da população)
* dados arredondados

*Os dados globais não foram atualizados pela Universidade Johns Hopkins

Quando será a minha vez?
Não há dia certo, porém no link da plataforma “Quando vou ser vacinado” é possível obter uma estimativa. Como os dados são atualizados quase todos os dias, as expectativas mudam de acordo com a quantidade de doses aplicadas, grupos atendidos, faixas etárias e estado. Confira.

Leitos de UTI
• 85% * de ocupação total em 18 estados brasileiros e o DF
* Não há uma contagem sistemática e centralizada dos leitos de UTI disponíveis nas redes pública e privada do país. O levantamento de MR é baseado nas informações veiculadas na imprensa

Casos confirmados no Brasil
• 15.359.397 – acumulado
• 76.962 – novos infectados
• 13.924.217 – recuperados
• 1.007.146 – em acompanhamento
• 7.309 – incidência por grupo de 100 mil habitantes

Mortes confirmadas no Brasil
• 428.034 – óbitos acumulados
• 2.494 – novas vítimas fatais
• 2,8% – letalidade
• 204 – mortalidade por grupo de 100 mil habitantes

Dados atualizados em 12/05/21 – 19h

Fontes: Ministério da Saúde, consórcio de veículos de imprensa, Universidade Johns Hopkins (EUA) e Fiocruz

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.