Document
PATROCINADORES

Nº 147: Queiroga desmentido; nascem menos paulistas; Teich na CPI

Saúde dobrou a dose, só que não

O governo admitiu ter inflado em 100% a quantidade de vacinas contratadas. Em peças de propaganda oficial e em declarações do ministro Marcelo Queiroga (imagem), foram citadas de 560 milhões de doses. Ao responder a um questionamento feito pelo Congresso, o ministério informou que o contrato fechado tem metade do tamanho – 280 milhões de doses -, aponta reportagem de O Estado de S.Paulo desta quarta-feira (5). Em 31 de março, Queiroga repetiu a informação em reunião do Comitê de Combate à Covid. A área técnica do ministério informou ao Congresso a contratação de 281.023.470 doses e afirmou que outras 281.889.400 doses estão em negociação. A resposta ao Congresso foi assinada por Lauricio Monteiro Cruz, diretor do departamento de Imunização e Doenças Transmissíveis, em 12 de abril.

Peça publicitária divulgada no Twitter em 24 de março de 2021

O que MONEY REPORT publicou hoje

Poucos nascimentos em São Paulo

Um estudo da Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade), divulgado nesta quarta-feira (5), mostra que em 2020 nasceram no estado de São Paulo cerca de 550 mil crianças, 31 mil a menos que em 2020. Como consequência, a fecundidade média foi reduzida de 1,7 filho para 1,6 por mulher, entre 2010 e 2020.

Pesquisa sorológica

O Ministério da Saúde iniciou uma pesquisa para descobrir qual a prevalência da covid-19 nos diferentes grupos sociais brasileiros. O levantamento prevê testagem sorológica para identificar anticorpos em 211.129 pessoas de 274 municípios. A amostragem será feita em parceria com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), tendo como base a Pesquisa Nacional por Amostras de Domicílio (Pnad) Covid-19. A previsão é que sejam testados moradores de 62.097 domicílios.

Objetivos da pesquisa:

  • Descrever as características socioeconômicas, demográficas e epidemiológicas dos pesquisados;
  • Estimar a magnitude da infecção nas capitais e regiões metropolitanas;
  • Permitir cálculos mais precisos de morbidade e letalidade da doença.

Pfizer em SP

A partir de quinta-feira (6), a capital paulista vai dar continuidade a campanha de imunização com as primeiras 135,7 mil doses da Pfizer. Serão imunizadas pessoas entre 60 e 62 anos.

Ponto a ponto, o que Teich disse

Ex-ministro da Saúde, Nelson Teich, durante a CPI

O resumo do que o ex-ministro da Saúde, Nelson Teich, falou à CPI da Pandemia.

  • Cloroquina: Teich afirmou que a motivação para deixar o cargo foi a pressão do governo federal para ampliar o uso da cloroquina. O relator, senador Renan Calheiros (MDB-AL), questionou se o ex-ministro sabia da produção de cloroquina pelo Exército: ele disse que sabia na época;
  • Falta de autonomia: ele explicou que a sistemática politização de incentivo à cloroquina refletia na sua falta de autonomia como ministro. Teich explicou que tentou, sem sucesso, utilizar os critérios científicos para gerir a pasta;
  • Sem encontros com Guedes: durante seu breve período no ministério, de 17 de abril a 15 de maio de 2020, Nelson Teich relatou que não teve reuniões com o ministro da Economia, Paulo Guedes. Ele participou de reuniões com os ministros Walter Braga Netto (ex-Casa Civil), Ernesto Araújo (ex-Relações Exteriores), Onyx Lorenzoni (ex-Cidadania), Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos), André Mendonça (ex-Justiça) e Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia). Com Guedes, Teich teria condições de discutir alocações de recursos.
  • Vacinas: questionado sobre a compra de imunizantes, Teich afirmou que em sua gestão ainda não ocorreram negociações, apenas conversas preliminares com laboratórios em busca de uma cota quando surgisse alguma solução.

Pfizer para jovens canadenses

O Canadá foi o primeiro país do mundo a autorizar o uso da vacina da Pfizer/BioNTech em crianças de 12 a 15 anos nesta quarta-feira (05). O anúncio foi feito pela Health Canada, departamento de saúde do país. A farmacêutica afirmou que o estudo clínico em crianças nesta faixa etária obteve eficácia de 100% após a segunda dose. Em dezembro, o Canadá autorizou a aplicação do imunizante em pessoas com 16 anos ou mais.

Painel Coronavírus

Vacinados
• 1,19 bilhão no mundo (15,86% da população)
• 44,8 milhões no Brasil (21,23% da população)

Segunda dose
• 295 milhões no mundo (3,5% da população) *
• 14,61 milhões de brasileiros (6,92% da população)
* dados arredondados

Quando será a minha vez?
Não há dia certo, porém no link da plataforma “Quando vou ser vacinado” é possível obter uma estimativa. Como os dados são atualizados quase todos os dias, as expectativas mudam de acordo com a quantidade de doses aplicadas, grupos atendidos, faixas etárias e estado. Confira.

Leitos de UTI
• 85% * de ocupação total em 18 estados brasileiros e o DF
* Não há uma contagem sistemática e centralizada dos leitos de UTI disponíveis nas redes pública e privada do país. O levantamento de MR é baseado nas informações veiculadas na imprensa

Casos confirmados no Brasil
• 14.930.183 – acumulado
• 73.295 – novos infectados
• 13.529.572 – recuperados
• 986.212 – em acompanhamento
• 7.104,6 – incidência por grupo de 100 mil habitantes

Mortes confirmadas no Brasil
• 414.399 – óbitos acumulados
• 2.811 – novas vítimas fatais
• 2,8% – letalidade
• 197,2 – mortalidade por grupo de 100 mil habitantes

Dados atualizados em 05/05/21 – 19h30

Fontes: Ministério da Saúde, consórcio de veículos de imprensa, Universidade Johns Hopkins (EUA) e Fiocruz

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.