Document
PATROCINADORES

Nº 145: Queiroga defasado; turismo para imunizados; a fila de Lewandowski

Ministro atrasado uma semana

Durante um encontro com empresários na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), nesta segunda-feira (3), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que 18% da população brasileira está imunizada. Não se sabe de onde ele tirou essa informação. De acordo com os dados do site do Ministério da Saúde, 20,48% dos brasileiros estão imunizados (43,23 milhões). Já a Universidade Johns Hopkins, que abastece a Organização Mundial de Saúde (OMS) com informações vindas do governo brasileiro com alguma defasagem – e reproduzidos diariamente por MONEY REPORT -, indica hoje que 20,45% da população (43,17 milhões) foi atendida. Na melhor das hipóteses, Queiroga está defasado. Há exatamente uma semana, em 26 de abril, a Johns Hopinks contabilizava 38,03 milhões de vacinados no Brasil, perfazendo 18,01% da população. Já o Consórcio de Veículos de Imprensa aponta que hoje 15% dos brasileiros estão imunizados (32,3 milhões). O consórcio consulta diretamente as secretarias estaduais de saúde.

O que MONEY REPORT publicou hoje

Novas remessas ao Rio

Com a entrega de doses ao estado do Rio de Janeiro, as imunizações paralisadas em municípios como Maricá, São Gonçalo e Campos dos Goytacazes poderão recomeçar. Foram entregues 54.160 doses da CoronaVac e 595.820 da AstraZeneca/Oxford.

  • Serão imunizados os idosos com mais de 70 anos;
  • Na terça-feira (3), os de 67 anos ou mais;
  • No sábado (8), os de 66 anos;
  • Na quinta-feira (13), os de 64 e 65 anos;
  • Os de 61, 62 e 63 anos poderão completar o esquema vacinal a partir de 17 de março.

Debate europeu sobre viagens

A Comissão Europeia propôs nesta segunda-feira (3) uma flexibilização das atuais restrições às viagens não essenciais aos países do bloco, sugerindo permitir a entrada de cidadãos imunizados de outros países. A proposta será analisada pelos na quarta-feira (5).

Quem vai tomar uma Pfizer?

O Ministério da Saúde começa nesta segunda-feira (3) a distribuição das vacinas da Pfizer/BioNTech. Nesta primeira fase, as capitais receberão 499.590 vacinas para a primeira dose. O imunizante será destinado para quem sofre de comorbidades, gestantes, puérperas e pessoas com deficiências permanentes.

Capitais sem dose

Oito capitais estão sem segundas doses: Aracaju, Belo Horizonte, Belém, Campo Grande, Porto Alegre, Porto Velho, Natal e Recife. Rio de Janeiro e Fortaleza retomaram nesta segunda-feira (3). O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que problema foi causado pela gestão desastrada de seu antecessor, Eduardo Pazuello. Belém recebeu doses no final de semana e Natal, no início da noite desta segunda. Nestas cidades, o material está em distribuição.

Lewandowski reorganiza a fila

Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, decidiu nesta segunda-feira (3) suspender a decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) que incluiu profissionais das forças de segurança e da educação no grupo prioritário para vacinação. Com a decisão, será seguida a ordem estabelecida pelo PNI. Lewandowski atendeu a um pedido da Defensoria Pública do Rio, que alegou que o decreto do TJ não teve motivação técnica. O ministro alertou que os gestores públicos podem ser responsabilizados pela falta da segunda dose em função destas mudanças.

Redução para morte

A proporção de mortes de idosos com 80 anos ou mais caiu pela metade no Brasil após o início da vacinação. Os dados fazem parte de um estudo liderado pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel). O percentual médio de vítimas nessa faixa etária era de 25% a 30% em 2020 e passou para 13% no final de abril. Quando teve início a imunização, em janeiro de 2021, o percentual era de 28%.

Painel Coronavírus

Vacinados
• 1,16 bilhão no mundo (15,46% da população)
• 43,17 milhões no Brasil (20,45% da população)

Segunda dose
• 295 milhões no mundo (3,5% da população) *
• 14,04 milhões de brasileiros (6,65% da população)
* dados arredondados

Quando será a minha vez?
Não há dia certo, porém no link da plataforma “Quando vou ser vacinado” é possível obter uma estimativa. Como os dados são atualizados quase todos os dias, as expectativas mudam de acordo com a quantidade de doses aplicadas, grupos atendidos, faixas etárias e estado. Confira.

Leitos de UTI
• 85% * de ocupação total em 20 estados brasileiros e o DF
* Não há uma contagem sistemática e centralizada dos leitos de UTI disponíveis nas redes pública e privada do país. O levantamento de MR é baseado nas informações veiculadas na imprensa

Casos confirmados no Brasil
• 14.779.529 – acumulado
• 24.619 – novos infectados
• 13.336.476 – recuperados
• 1.034.431 – em acompanhamento
• 7.032,9 – incidência por grupo de 100 mil habitantes

Mortes confirmadas no Brasil
• 408.622 – óbitos acumulados
• 983 – novas vítimas fatais
• 2,8% – letalidade
• 194,4 – mortalidade por grupo de 100 mil habitantes

Dados atualizados em 03/05/21 – 20h

Fontes: Ministério da Saúde, consórcio de veículos de imprensa, Universidade Johns Hopkins (EUA) e Fiocruz

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.