PATROCINADORES

Nº 143: imunidade em dezembro?; Soberana 2 em SP; bens bloqueados

34,4 milhões de doses em maio

O Ministério da Saúde tenta tirar o atraso na entrega de vacinas. Só neste final de semana devem chegar 4 milhões de doses de vacinas compradas por meio do consórcio Covax Facility, da Organização Mundial de Saúde (OMS). Neste sábado (1º) chegaram 220 mil doses da AstraZeneca. No domingo (2) devem desembarcar outros 3,8 milhões de doses. O cronograma do governo prevê 34,4 milhões de doses ao longo de maio, suficientes para 17 milhões de pessoas (8% da população). Além do Covax, os imunizantes viriam da Fiocruz (Covishield, da AstraZeneca/Oxford), do Instituto Butantan (CoronaVac) e de Pfizer/BioNTech. Se tal ritmo de entregas for mantido, o Brasil atingiria o número de doses suficientes para a imunidade do rebanho a partir de dezembro, com 70% dos brasileiros atendidos até janeiro de 2021.

O que MONEY REPORT publicou hoje

Rio sem segunda dose da CoronaVac

A cidade do Rio de Janeiro suspendeu neste sábado (1º) a aplicação da segunda dose da CoronaVac por falta de doses. Sua aplicação só está mantida para pacientes internados e idosos acima de 70 anos que já fizeram a primeira dose no município. Já a vacinação com a primeira e segunda doses de AstraZeneca continua.  

Prefeitura de SP inicia conversas sobre a cubana Soberana 2

Vacina cubana Soberana 2 está em testes de fase 3 no Irã desde 25 de abril

A coluna Painel, da Folha de S.Paulo, noticiou neste sábado (1º) que o secretário municipal de Saúde de São Paulo, Edson Aparecido, afirma que a administração de Bruno Covas (PSDB) fez duas reuniões com o consulado de Cuba no Brasil para conhecer melhor e estudar a possibilidade de importação da vacina cubana Soberana 2. A secretária de Relações Internacionais da cidade, Marta Suplicy, já havia dito em audiência na câmara de vereadores, que haveria possibilidade de instalação de uma unidade de fabricação da vacina cubana na cidade. A Soberana 2 está em fase 3 de testes clínicos em Cuba e no Irã (imagem).

Anvisa recebe dados de imunogenicidade da CoronaVac

CoronaVac, produzida pelo Butantan

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu na sexta-feira (30) dados do estudo de imunogenicidade da CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan. A pesquisa avalia a capacidade de estimulação de imunidade no organismo. O levantamento é feito a partir de amostras de sangue e serve para determinar o tempo necessário para a produção de anticorpos, suas quantidades e o tempo em que permanecem ativos. A Anvisa tem dez dias analisar os resultados. O estudo foi uma das condições estabelecidas para que a agência reguladora liberasse o uso emergencial da CoronaVac – e também da Covishield, da AstraZeneca/Oxford. 

Justiça bloqueia bens de prefeito de Duque de Caxias

Washington Reis (MDB) está com R$ 2,45 milhões retidos

Washington Reis (MDB-RJ), prefeito de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, teve seus bens bloqueados por decisão da Justiça do Rio de Janeiro. A decisão é preventiva integra uma investigação de irregularidades na campanha de vacinação no município. O valor congelado é de R$ 2,45 milhões. O pedido foi feito pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ). Reis é alvo de uma ação de improbidade administrativa por se recusar a obedecer o Plano Nacional de Vacinação (PNI). Alertado, ele deixou de atender às decisões judiciais que determinaram respeito aos grupos prioritários e a criação de reservas para a segunda dose. Em 5 de março, o prefeito provocou uma desnecessária e perigosa fila de sete quilômetros ao prometer vacinas para toda a população idosa. Só que o estoque era de 6,1 mil doses. Com quase 1 milhão de habitantes, em Duque de Caxias vivem 86 mil pessoas acima dos 60 anos.  

Painel Coronavírus

Vacinados
• 1,13 bilhão no mundo (15,06% da população)
• 42,7 milhões no Brasil (20,23% da população)

Segunda dose
• 287,33 milhões no mundo (3,4% da população) *
• 13,46 milhões de brasileiros (6,4% da população)
* dados arredondados

Quando será a minha vez?
Não há dia certo, porém no link da plataforma “Quando vou ser vacinado” é possível obter uma estimativa. Como os dados são atualizados quase todos os dias, as expectativas mudam de acordo com a quantidade de doses aplicadas, grupos atendidos, faixas etárias e estado. Confira.

Leitos de UTI
• 90% * de ocupação total em 19 estados brasileiros e o DF
* Não há uma contagem sistemática e centralizada dos leitos de UTI disponíveis nas redes pública e privada do país. O levantamento de MR é baseado nas informações veiculadas na imprensa

Casos confirmados no Brasil
• 14.725.975 – acumulado
• 66.964 – novos infectados
• 13.242.665 – recuperados
• 1.076.873 – em acompanhamento
• 7.007,5 – incidência por grupo de 100 mil habitantes

Mortes confirmadas no Brasil
• 406.437 – óbitos acumulados
• 2.656 – novas vítimas fatais
• 2,8% – letalidade
• 193,4 – mortalidade por grupo de 100 mil habitantes

Dados atualizados em 01/05/21 – 19h

Fontes: Ministério da Saúde, consórcio de veículos de imprensa, Universidade Johns Hopkins (EUA) e Fiocruz.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 − dez =

Pergunte para a

Mônica.