PATROCINADORES

Nº 135: alívio em SP; kits em mandarim; o que falta por aí

Mortes em SP caem mais de 20%

O estado de São Paulo anunciou nesta sexta-feira (23) as primeiras quedas nas contaminações, internações e óbitos nos últimos dois meses. As mortes foram reduzidas em 23,6%, chegando a 621 na média diária móvel semanal entre 4 e 10 de abril, contra 813 no período anterior. As UTIs fecharam a semana com 81,1% de ocupação (10.808 internados). Em 1° de abril, a taxa era de 92,3% (12.300 internados). A média diária semanal de internações foi de 2.267, contra 2.411 internações da semana anterior – uma desaceleração de 6%. A média de contaminações diárias registrou queda de 14,3%, indo de 14.784 para 12.784.

O que mais MONEY REPORT publicou

Uma dose reduz em 65% a chance de adoecer

A probabilidade de ser infectado diminui drasticamente após a inoculação da primeira dose das vacinas Pfizer/BioNTech ou AstraZeneca/Oxford, aponta um estudo do Office for National Statistics (ONS) e da Universidade de Oxford, do Reino Unido, divulgado em pré-publicação nesta sexta-feira (23). Os imunizados com uma dose apresentaram 65% menos probabilidade de adoecer. As primeiras doses se mostram mais eficazes contra infecções sintomáticas. Ao fim de três semanas, os casos com sintomas diminuíram 74%, enquanto os assintomáticos, 57%. 

Vacinas de proteínas

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen (imagem), sugeriu nesta sexta-feira (23) que o bloco expanda seu portfólio de vacinas adotando imunizantes baseados em proteínas. Esse desenvolvimento aparentemente promissor está nas mãos da Novavax e da Sanofi/Glaxo-Smith-Kline.

O que está em falta

Pelo menos 591 municípios brasileiros estão preocupados com o risco da falta de kits intubação. Os dados constam na quinta pesquisa semanal da Confederação Nacional de Municípios (CNM). A entidade explicou que embora nesta semana o abastecimento tenha melhorado, a falta de remédios ainda é preocupante. A pesquisa foi feita entre 19 e 22 de abril envolvendo 2.096 dos 5.568 municípios brasileiros.

  • Oxigênio: preocupação para 8,2% (171) dos municípios pesquisados;
  • Vacinas: houve falta de imunizantes para a primeira dose de grupos prioritários em 23,8% (499) dos municípios participantes;
  • Upas: em 13% dos municípios (273) havia pacientes com covid internados em unidades de pronto atendimento (Upas);
  • Auxílio: em 23% dos municípios (482) os governos estaduais instituíram algum auxílio emergencial à população.

Doação sem a tradução

Remédios vindos da China

Cinco entidades médicas solicitaram ao governo que os medicamentos do kit intubação doados pela China sejam entregues com os rótulos traduzidos do mandarim para o português, mostra uma reportagem da Folha de S.Paulo. O Ministério da Saúde explicou que pela urgência, as informações sobre os medicamentos doados foram encaminhadas aos Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), que deveriam tratar dessa questão. Sem saber para que servem, os medicamentos são inúteis.

Desmonte científico

O governo federal segue com sua política de cortes nos financiamentos de pesquisa científica, mesmo as que envolvam a pandemia. Em 2021, apenas 12,8% de 3.080 projetos de pós-doutorado no país receberão bolsas de pesquisa. Somente 396 pesquisadores poderão continuar seus estudos. As bolsas são concedidas pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), órgão do Ministério da Ciência e Tecnologia. O valor das bolsas varia de R$ 2.200 para doutorado para até R$ 5.200 para pós-doutorado. O único edital lançado em 2021 reservou de R$ 35 milhões para bolsas, valor considerado baixo. Além de pesquisas relacionados à covid-19, os projetos abordavam tratamento de câncer, energias renováveis.

Tóquio na terceira onda

Mascotes das Olímpiadas de Tóquio

O primeiro-ministro japonês, Yoshihide Suga, decretou nesta sexta-feira (23) o terceiro estado de emergência para Tóquio e mais três locais para conter as contaminações. Suga anunciou que a medida estará em vigor entre 25 de abril e 11 de maio. O decreto poderá ser estendido se a situação não melhorar o suficiente. Vale destacar que faltam três meses para o início dos Jogos Olímpicos de Tóquio, evento adiado há um ano por causa da pandemia.

Painel Coronavírus

Vacinados
• 973,3 milhões no mundo (12,9% da população)
• 35,02 milhões no Brasil (16,5% da população)

Segunda dose
• 223.329 milhões no mundo (2,9% da população)*
• 9,68 milhões de brasileiros (4,6% da população)
*dados arredondados*

Quando será a minha vez?
Não há dia certo, porém no link da plataforma “Quando vou ser vacinado” é possível obter uma estimativa. Como os dados são atualizados quase todos os dias, as expectativas mudam de acordo com a quantidade de doses aplicadas, grupos atendidos, faixas etárias e estado. Confira.

Leitos de UTI
• 90% * de ocupação total em 19 estados brasileiros e o DF
*Não há uma contagem sistemática e centralizada dos leitos de UTI disponíveis nas redes pública e privada do país. O levantamento de MR é baseado nas informações veiculadas na imprensa

Casos confirmados
• 14.237.078 – acumulado
• 69.105 – novos infectados
• 12.711.103 – recuperados
• 1.139.559 – em acompanhamento
• 6.774,8 – incidência por grupo de 100 mil habitantes

Mortes confirmadas
• 386.416 – óbitos acumulados
• 2.914 – novas vítimas fatais
• 2,7% – letalidade
• 183,9 – mortalidade por grupo de 100 mil habitantes

Dados atualizados em 23/04/21 – 19h30

Fontes: Ministério da Saúde, consórcio de veículos de imprensa, Universidade Johns Hopkins (EUA) e Fiocruz.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 + 8 =

Pergunte para a

Mônica.