PATROCINADORES

Nº 132: os bebês devem esperar; pets contaminados; caso na Nova Zelândia

Gestantes e mães recentes têm mais chances de morrer

Diante do agravamento da pandemia e da circulação de uma variante mais contagiosa (P.1), o Ministério da Saúde recomenda que se evite engravidar até que a situação esteja sob controle. A morte de gestantes e puérperas por covid-19 atinge quase o dobro da média semanal da população. Em 2020, foram 453 mortes (10,5 óbitos na média semanal); em 2021, até 7 de abril, 289 mortes (22,2 óbitos na média semanal). Um crescimento de 111,4%. Entre a população geral, o aumento foi de 61,6% no mesmo período.

O que mais MONEY REPORT publicou

Uruguai deixa de ser exemplo

Considerado um modelo sul-americano no combate à pandemia, em menos de um mês o Uruguai se tornou o recordista de mortos por milhão de habitantes. Com apenas 3,4 milhões de habitantes, o pequeno país vizinho registrou neste domingo (18) uma média móvel de 2.872 casos nos últimos sete dias, somando 164.744 infectados e 1.908 mortos. Os dados são do site Our World in Data. Sem estabelecer regras rígidas de quarentena e nem suspender aulas durante 2020, o presidente Luis Lacalle Pou apostou na “consciência cidadã”. Deu certo, mas só por um tempo.

Até pets pegam covid

OMS explicou que animais de estimação não transmitem a doença para humanos

Pesquisadores do Laboratório de Biologia Molecular do Instituto de Pesquisas Biomédicas do Hospital Naval Marcílio Dias, ligado ao Laboratório de Imunofarmacologia da Fiocruz, no Rio, avaliaram 311 animais domésticos. Do total, 25 (19 cachorros e 6 gatos) estavam infectados com o novo coronavírus. Alguns apresentavam sintomas gripais. Os resultados preliminares mostram uma taxa de infecção maior do que as relatadas em trabalhos anteriores. Os tutores serão indagados sobre o histórico de covid em pessoas que tenham mantido contato próximo com os pets.

Governos também têm culpa pelos ausentes da segunda dose

Quase 6% dos brasileiros que receberam a primeira dose da vacina não ganharam a segunda inoculação. São cerca de dois milhões de pessoas que não podem ser consideradas imunizadas, pois a proteção está incompleta. Só que nem todos são meros fujões ou esquecidos, como se supôs de início. Há cidades que não reservaram lotes para o retorno. É o caso de Natal (RN), que deixou de atender na segunda-feira (12), só recomeçando na sexta-feira (16). E não é só culpa das administrações municipais. Em março, o Ministério da Saúde orientou que todos os estoques fossem usados, mas diante da interrupção do fornecimento, voltou atrás em abril.

Um caso na Nova Zelândia

Jacinda Ardern, primeira-ministra: “Sabíamos que continuaríamos a ter casos”

Autoridades da Nova Zelândia informaram nesta terça-feira (20) que um funcionário do aeroporto de Auckland testou positivo para covid-19. É o primeiro caso no país desde 20 de setembro. A confirmação foi divulgada 24 horas depois de os voos de e para a Austrália serem retomados. O infectado já havia sido vacinado. “Quando abrimos, em ambos os lados sabíamos que continuaríamos a ter casos relacionados”, afirmou a primeira-ministra neozelandesa, Jacinda Ardern. A Nova Zelândia é considerada um grande exemplo no enfrentamento da pandemia, acumulando 2.597 casos e apenas 26 mortes. Nos oito meses anteriores em que não surgiram casos confirmados no país, o resto do mundo registrou 1,9 milhão de mortes.

Painel Coronavírus

  • Vacinados
  • 919,6 milhões no mundo (12,26% da população)
  • 33,76 milhões no Brasil (16% da população)

Segunda dose
• 207.978 milhões no mundo (2,7% da população)*
• 8,97 milhões de brasileiros (4,2% da população)
*dados arredondados*

Quando será a minha vez?
Não há dia certo, porém no link da plataforma “Quando vou ser vacinado” é possível obter uma estimativa. Como os dados são atualizados quase todos os dias, as expectativas mudam de acordo com a quantidade de doses aplicadas, grupos atendidos, faixas etárias e estado. Confira.

Leitos de UTI
• 90% * de ocupação total em 19 estados brasileiros e o DF
*Não há uma contagem sistemática e centralizada dos leitos de UTI disponíveis nas redes pública e privada do país. O levantamento de MR é baseado nas informações veiculadas na imprensa

Casos confirmados
• 14.043.076 – acumulado
• 69.381 – novos infectados
• 12.561.689 – recuperados
• 1.103.384 – em acompanhamento
• 6.682 – incidência por grupo de 100 mil habitantes

Mortes confirmadas
• 378.003 – óbitos acumulados
• 3.321 – novas vítimas fatais
• 2,6% – letalidade
• 180 – mortalidade por grupo de 100 mil habitantes

Dados atualizados em 20/04/21 – 18h30

Fontes: Ministério da Saúde, consórcio de veículos de imprensa, Universidade Johns Hopkins (EUA) e Fiocruz.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 − 8 =

Pergunte para a

Mônica.