PATROCINADORES

Nº 126: campanha vagarosa aos finais de semana; Coreia do Norte mais miserável; América do Sul

Desaceleração injustificada aos finais de semana

A urgência que a campanha exige perde força aos finais de semana, mesmo diante de 3 mil mortes diárias. É o que apontam as medições do Ministério da Saúde. Desde o início de março, só em um dia útil, na sexta-feira, 2 de abril, a quantidade de vacinados ficou abaixo de 300 mil (0,14% da população), com 213.402 imunizados. Já aos finais de semana, os números oscilam drasticamente. O melhor desempenho ocorreu no sábado, 27 de março, com 622.429 aplicações, o pior, no domingo, 14 de março, com 38.200 atendidos. O segundo pior dia foi no último domingo, 11 de abril, com 50.626 doses inoculadas. Confira.

Ministério da Saúde

Brasileiros são 74% dos mortos

A América do Sul se tornou o continente com mais mortes por coronavírus no mundo, superando a Europa em 31 de março (média diária semanal atualizada de 3.812 mortes e uma população de 749 milhões), apontam os dados do Our World in Data desta quarta-feira (14). O Brasil soma 74,1% dos 29.494 óbitos registrados no período de sete dias entre 6 e 12 de abril, em uma população de 430 milhões de habitantes. A média diária semanal do continente foi de 4.213 no período, sendo 3.123 vítimas fatais brasileiras. Nas últimas semanas, países vizinhos sofrem com uma nova onda de infecções, mesmo assim o Brasil segue pior. Depois da Europa, estão Ásia, com média de 2.182 óbitos e 4,6 bilhões de habitantes; América do Norte, média de 1.847 óbitos e 592 milhões de habitantes; e África (média de 294 mortes e 1,3 bilhão de habitantes). A Oceania registrou apenas 4 mortes no período.

Crise encoberta na Coreia do Norte

Kim Jong-un, o ditador comunista norte-coreano 

Em janeiro de 2020, quando a pandemia de covid-19 apenas começava, a Coreia do Norte foi um dos primeiros países a fechar suas fronteiras. A situação desde então segue mais nebulosa que o corriqueiro. Porém, há relatos que o vírus faz estragos na fronteira com a China. Com as exportações para os chineses reduzidas em mais de 90%, há relatos de crianças e idosos mendigando por fome e seguidas prisões e execuções, aponta o Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas.

95% Moderna

A vacina da Moderna se mostra 90% eficaz contra a covid-19 e 95% contra as formas graves da doença, anunciou a farmacêutica nesta terça-feira (13). Os dados são de um ensaio clínico de fase 3 envolvendo mais de 30 mil voluntários nos Estados Unidos. O resultado ficou pouco abaixo do ensaio realizado em dezembro, que atestou 94,1% de eficácia geral. A Moderna não justificou a diferença nos resultados.

Mancada burocrática

Agentes da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) de São Paulo foram vacinados nesta terça-feira (13), após um suposto erro cometido pela Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo. Os funcionários da CET receberam um e-mail da secretaria convocando-os para a vacinação a partir desta terça-feira (13), mediante a apresentação do crachá nos postos de vacinação. No entanto, a autorização era para a vacinação da gripe (H1N1). Após imagens de agentes sendo vacinados, a Prefeitura de São Paulo percebeu o erro. Pelo menos quatro unidades básicas de saúde (UBSs), na Vila Medeiros (zona norte), Penha (zona leste), Cambuci (centro) e Butantã (zona oeste), vacinaram os funcionários. Agora, eles estão com a segunda dose da vacinação garantida.

Mortes nas UTIS paulistas

A quantidade de pessoas que morreram internadas durante tratamento intensivo no estado de São Paulo supera as altas hospitalares. Na semana iniciada em 14 de fevereiro, pelo 52% dos pacientes de UTI perderam a vida. Nesta terça-feira (13), o secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn, confirmou a taxa de letalidade nas UTIs acima de 50% e atribuiu o problema ao crescimento de infecções entre jovens.

Vacinações paralisadas

Por falta de vacinas, João Pessoa (PB), Rio Branco (AC) e Salvador (BA) paralisaram a aplicação da primeira dose nesta quarta-feira (14). Em João pessoa, também há falta de segundas doses. Em Curitiba, a aplicação da primeira para quem tem 66 anos ou mais foi suspensa um dia depois de começar. Em Natal, o estoque de CoronaVac acabou. O Ministério da Saúde não se manifestou.

É a segunda dose que salva

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que mais de 1,5 milhão de brasileiros ainda não voltaram aos postos de saúde para receber a segunda dose da vacina. São Paulo é o estado com mais atrasados. São 343 mil. Na sequência vem Bahia (148 mil) e Rio de Janeiro (143 mil). Queiroga afirmou que pretende reforçar as campanhas para que todos completem a sequência vacinal, que se não for completada, pode tornar os inoculantes ineficientes. Sem contar o perigo da falsa sensação de segurança. Especialistas especulam que se houver um intervalo muito longo entre as aplicações pode ser necessário recomeçar a vacinação entre os atrasados.

Ministério da Saúde

O que mais MONEY REPORT publicou

Painel Coronavírus

Vacinados
• 825,09 milhões no mundo (11% da população)
• 30,8 milhões no Brasil (14% da população)

Segunda dose
• 180,481 milhões no mundo (2,3% da população)*
• 7,19 milhões de brasileiros (3,4% da população)
*dados arredondados*

Quando será a minha vez?
Não há dia certo, porém no link da plataforma “Quando vou ser vacinado” é possível ter uma estimativa. Como os dados são atualizados quase todos os dias, as expectativas mudam de acordo com a quantidade de doses aplicadas, grupos atendidos, faixas etárias e estado. Confira.

Leitos de UTI
• 80% * de ocupação total em 22 estados brasileiros e o DF
*Não há uma contagem sistemática e centralizada dos leitos de UTI disponíveis nas redes pública e privada do país. O levantamento de MR é baseado nas informações veiculadas na imprensa

Casos confirmados
• 12.170.771 – acumulado
• 73.513 – novos infectados
• 13.673.507 – recuperados
• 1.140.852 – em acompanhamento
• 6.507,0 – incidência por grupo de 100 mil habitantes

Mortes confirmadas
• 361.884 – óbitos acumulados
• 3.459 – novas vítimas fatais
• 2,6% – letalidade
• 172 – mortalidade por grupo de 100 mil habitantes

Dados atualizados em 14/04/21 – 20h30

Fontes: Ministério da Saúde, consórcio de veículos de imprensa, Universidade Johns Hopkins (EUA) e Fiocruz.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − treze =

Pergunte para a

Mônica.