PATROCINADORES

Nº 100: 80% não resistem; Biden dobra a meta; ministro tarefeiro

Só um em cada 5 escapa vivo

No Brasil, 80% dos pacientes internados por covid-19 que precisaram de ventilação mecânica, entre de fevereiro a dezembro de 2020, acabaram por morrer, revela um levantamento da BBC Brasil nesta sexta-feira (19). Algo está muito errado. A média mundial é de 50% de mortalidade. O pesquisador da Fiocruz Fernando Bozza, chefe do Laboratório de Pesquisa Clínica em Medicina Intensiva do Instituto Evandro Chagas, explicou que os dados preliminares de 2021 mostram que a taxa de mortalidade brasileira deve piorar. Para esse levantamento foram analisadas 254 mil internações. No Nordeste, 77% dos pacientes não idosos (com menos de 60 anos) intubados morreram no primeiro semestre de 2020, enquanto no Sul, a taxa foi de 55%.

Biden quer acelerar

Presidente americano Joe Biden

A promessa de campanha do democrata Joe Biden em aplicar 100 milhões de doses de vacinas nos primeiros 100 dias de mandato foi ultrapassada em 58 dias, com mais de 115 milhões de inoculações. Biden resolveu dobrar a aposta e já fala em atingir 200 milhões de doses em seu 100º dia de governo. Para isso, seria necessário vacinar 1 milhão de pessoas diariamente até 30 de abril, uma meta muito acima do ritmo atual de vacinação nos Estados Unidos.

5,6 mil mortes por semana em São Paulo

O secretário de Saúde do estado de São Paulo, Jean Gorinchteyn, admitiu nesta sexta-feira (19) que o estado pode chegar a 800 mortes diárias por covid-19. A declaração foi dada após ele ser questionado sobre uma reportagem da Folha de S. Paulo que revelou as projeções internas do governo paulista. “Essa projeção é possível se não houver o apoio das pessoas no sentido de evitar a sua circulação”, explicou o secretário. Ainda hoje, o governo de São Paulo anunciou a antecipação de vacinação de idosos entre 69 e 71 anos para 27 de março. Também foi suspensa a operação descida no Sistema Anchieta-Imigrantes (SAI) para desestimular o afluxo de multidões ao litoral até 30 de março.

Anvisa justifica o injustificável

Com o perigoso e incontrolável agravamento das internações, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou, nesta sexta-feira (19), uma nota técnica sobre a falta insumos de intubação (anestésicos injetáveis, relaxantes musculares e sedativos) em hospitais e nos estoques do Ministério da Saúde e das secretarias estaduais e municipais. A agência afirmou que trabalha em várias frentes para reduzir o risco de desabastecimento. Em nenhum momento foi explicado como, um ano após a maior emergência de saúde, esse estado de coisas foi alcançado.

Covax no domingo

O Brasil vai receber neste domingo (21) o primeiro lote de vacinas da AstraZeneca/Oxford por meio do Consórcio Covax, da Organização Mundial da Saúde (OMS). Serão 1.022.400 doses. A entrega foi confirmada pela representante da OMS e da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) no Brasil, Socorro Galiano. Cerca de 90% das doses têm vencimento em 31 de maio, as demais em 30 de abril. O Brasil adquiriu 10.672.800 milhões de doses pela iniciativa internacional, que atende 145 países.

Mais um cumpridor de ordens

Queiroga ainda não assumiu e parece mais do mesmo

O recém anunciado Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, deve seguir as orientações diretas do presidente Jair Bolsonaro na área sanitária. É o que indica uma reportagem de O Globo desta sexta-feira (19). Colegas de Queiroga revelaram que ele pretenderia visitar hospitais para conferir pessoalmente se as UTIs estão lotadas e se os pacientes estão mesmo morrendo de covid-19, algo que o presidente duvida. “Quantos são de covid e quantos são de outras enfermidades?”, já afirmou Bolsonaro. Ainda não se sabe qual metodologia Queiroga usará em sua verificação nem qual unidades serão visitados. De todo o jeito, é uma missão muito abaixo das atribuições e da capacidade de um ministro, que em vez de executar políticas públicas, vai atuar como reles inspetor.

Esforço privado para UTIs do SUS

BTG Pactual, Gerdau, Península e Suzano se uniram ao Hospital Albert Einstein e à Prefeitura de São Paulo para instalar 40 leitos de UTI para vítimas de covid-19 no Hospital Municipal Vila Santa Catarina. A gestão e a operação ficarão com o Einstein e os leitos serão permanentes. Quando a pandemia acabar, as vagas serão destinadas para pacientes oncológicos e transplantados. As instalações devem entrar em operação em abril.

Boris imunizado

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, 56 anos, foi imunizado com a primeira dose da Covishield nesta sexta-feira (19). Ele foi atendido em uma unidade do NHS, o SUS britânico.

O que mais MONEY REPORT publicou

Painel Coronavírus

Dados atualizados em 19/03/21 – 18h00

Vacinados

  • 409,7 milhões no mundo * (5,46% da população)
  • 13,0 milhões no Brasil * (6,16% da população)
    * Considerando as duas doses

Leitos de UTI

  • 90% de ocupação total em 20 estados brasileiros*
    * Não há uma contagem sistemática e centralizada dos leitos de UTI disponíveis nas redes pública e privada do país. O levantamento de MR é baseado nas informações veiculadas na imprensa

Casos confirmados
• 11.871.390 – acumulado
• 90.570 – novos infectados
• 10.383.460 – recuperados
• 1.197.616 – em acompanhamento
• 5.649,1 – incidência por grupo de 100 mil habitantes

Mortes confirmadas
• 290.314 – óbitos acumulados
• 2.815 – novas vítimas fatais
• 2,4% – letalidade
• 138,1 – mortalidade por grupo de 100 mil habitantes

Fontes: Ministério da Saúde, consórcio de veículos de imprensa, Universidade Johns Hopkins (EUA) e Fiocruz

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − quatro =

Pergunte para a

Mônica.