Document
PATROCINADORES

Nº 335: cidades brasileiras afastam a covid; escassez de seringas

Um trimestre de alívio

Com 64,9% da população com 12 anos ou mais no país imunizada e a média móvel de mortes em queda, a vacinação vem demonstrando sua força no enfrentamento da pandemia. Desde agosto deste ano, 75 municípios não registraram novos casos nem óbitos provocados pela doença, segundo levantamento feito pelo (M)Dados, núcleo de análise de grande volume de informações do Metrópoles, com base em números repassados pelo Ministério da Saúde. Com 27 cidades nesta situação (21,2% dos 127 municípios), o estado do Maranhão é o que mais possui locais que, em três meses, parecem ter deixado a covid para trás.

O que MONEY REPORT publicou hoje:

Falta insumos para o próximo ano

Hedman: “Desaceleração dos esforços de vacinação”

A Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou nesta terça-feira (9) para uma possível escassez, em 2022, de um a 2 milhões de seringas devido à excessiva demanda causada pela campanha global de imunização. Segundo a OMS, esta possível escassez pode atrasar os programas de vacinação de rotina contra outras doenças, em particular vacinação infantil. “Podemos ter uma escassez de seringas, o que, por sua vez, pode conduzir a sérios problemas, como a desaceleração dos esforços de vacinação”, afirmou a conselheira principal da OMS para o acesso a medicamentos e produtos de saúde, Lisa Hedman.

____________________________________________

Informe Publicitário

____________________________________________

Tratamento para vacinados

O governo de Cingapura anunciou que não irá mais cobrir os custos médicos de pacientes internados por covid-19 e que não se vacinaram por escolha própria. Atualmente, essas pessoas são a maioria dos novos casos da doença e das internações. Até o momento, 85% da população apta a se vacinar está completamente imunizada, enquanto 18% receberam doses de reforço.

Fronteira EUA/México reaberta

Um tráfego menor que o esperado foi registrado na fronteira terrestre entre México e Estados Unidos (EUA) na segunda-feira (8), quando foi reaberta para viagens não essenciais, após um fechamento de 20 meses devido à pandemia. Muitos moradores permaneceram em casa para evitar situações caóticas. Autoridades da cidade de Tijuana disseram que a travessia foi evitada, apesar da suspensão da maior parte das restrições ao longo da fronteira de 3,2 mil quilômetros, devido ao temor ao trânsito. 

Apesar dos esforços, mortes na Rússia crescem

Nesta terça-feira (9), a Rússia atingiu um novo recorde de mortes pôr em um único dia mesmo sob duras regras para contenção das infecções. O governo de Vladimir Putin implementou um recesso nacional entre 30 de outubro e 7 de novembro para manter as pessoas reclusas, mas os óbitos aumentam. Foram mais 1.211 mortes confirmadas nas últimas 24 horas. Somente 34% da população está completamente vacinada.

Especialista aprova ButanVac

90% dos cariocas adultos vacinados

Leitos paulistas livres

Painel Coronavírus

Vacinados *
• 848 milhões no mundo (10,78% da população com a primeira dose)
• 7,31 bilhões de doses distribuídas (92,88% da população — cumulativo, incluindo doses de reforço)
• 156,08 milhões no Brasil (73,17% da população)
* dados globais aproximados

Segunda dose **
• 3,14 bilhões no mundo (39,9% da população)
• 124,15 milhões de brasileiros (57,9% da população)
** dado global aproximado

Casos confirmados no Brasil
• 21.897.025 – acumulado
• 10.948 – novos infectados
• 21.100.888 – recuperados 
• 186.381 – em acompanhamento 
• 10.419,9 – incidência por grupo de 100 mil habitantes

Mortes confirmadas no Brasil
• 609.756 – óbitos acumulados
• 183 – novas vítimas fatais
• 2,8% – letalidade
• 290,2 – mortalidade por grupo de 100 mil habitantes

Dados globais e nacionais atualizados em 09/11/2021, às 18h30

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.