Document
PATROCINADORES

Nº 294: desinformação e ivermectina; CPI verde-amarela

Antivacinas, Facebook e fake news

As fake news continuam fazendo vítimas na pandemia. Americanos antivacinas optam pelo uso da ivermectina, um antiparasitário utilizado por grupos conspiratórios que se informam nas redes sociais. De acordo com o site The Hill nesta quarta-feira (29), a avalanche de informações falsas está causando problemas nos sistemas de saúde, envenenamento por altas dosagens e escassez do medicamento nos Estados Unidos. Congressistas americanos criticam a frouxa política de verificação dos conteúdos do Facebook, pois a disseminação do uso da ivermectina é centrada em grupos da rede social. A Administração de Alimentos e Drogas (FDA, na sigla em inglês), departamentos de saúde estaduais e a Merck, principal fabricante do medicamento, alertaram contra o uso da droga para covid-19.

O que MONEY REPORT publicou hoje:

O triste relatório da ONU

Um documento pelas agências da Organização das Nações Unidas (ONU) afirma que a pandemia gerou a pior crise sistêmica do planeta desde a fundação da entidade em 1945. A, calamidade ampliou as desigualdades e deixou a população ainda mais vulnerável. O choque econômico causado pela crise afetou o consumo, investimento e produção. A ONU defende um reforço do sistema de proteção social, como programas de transferência de renda, cobertura de saúde e acesso a serviços básicos. O relatório intitulado “Covid-19 e Desenvolvimento Sustentável” foi publicado nesta quarta-feira (29). O mundo está retrocedendo em relação aos 17 objetivos globais de redução da pobreza, proteção ambiental e melhora na qualidade de vida. Os objetivos para a entidade estão cada vez mais distantes e deveriam ser alcançados até 2030.

A apoteótica e evasiva CPI de Hang

Calheiros para Hang: “Responda objetivamente”

Na sessão desta quarta-feira (28), a comissão ouviu o empresário Luciano Hang, dono das Lojas Havan. Os parlamentares mantiveram foco no tratamento precoce e na operadora de saúde Prevent Senior, onde a mãe do depoente, Regina Hang, faleceu por complicações decorrentes da covid-19. Ela também teria recebido tratamentos ineficazes. Ele confirmou que ela era cardíaca e que um médico particular (de nome não revelado) lhe receitou cloroquina, ivermectina e azitromicina ainda antes da internação, quando já estava diagnosticada com coronavírus. A CPI exibiu vídeos que corroboraram as obsessões do empresário com medicamentos inúteis, de acordo com a comunidade científica e a Organização Mundial da Saúde (OMS). A sessão também serviu como palanque político e os ânimos dos senadores se exaltaram. Hang estava vestido com seu espalhafatoso terno verde-amarelo. O presidente da Mesa, Omar Aziz (PSD-AM) e o relator, Renan Calheiros (AL-MDB), se irritaram com a postura do empresário, que nas respostas tentou evitar ser direto sobre o que lhe era perguntado.

_________________________________________________

Informe Publicitário

___________________________________________________

Atraso em 11%

A Fiocruz lançou nesta quarta-feira (29) o primeiro Boletim VigiVac, que acompanha o cumprimento do esquema vacinal contra a covid-19. Dessa forma, é verificada a efetividade das vacinas utilizadas pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI). Os primeiros resultados, feitos com base nos dados lançados até 15 de setembro, mostraram que a taxa de atraso nacional para todas as vacinas é de 11%, (15% para AstraZeneca, 33% para CoronaVac e 1% para Pfizer).

Covid longa em mulheres

Os cientistas estão tentando compreender a covid longa. De acordo com um estudo da Universidade de Oxford e do Instituto Nacional de Pesquisas de Saúde publicado nesta quarta-feira (29), os sintomas mais comuns estão problemas respiratórios, fadiga, dor e ansiedade. Foram investigadas mais de 270 mil pessoas que se recuperam da doença. Há maior incidência em mulheres. O fator idade também interfere, as mais velhas tiveram mais dificuldades respiratórias e problemas cognitivos, enquanto as jovens, se queixaram de dores de cabeças, sintomas abdominais, ansiedade e depressão.

Estação Vacina

A partir desta quarta-feira (29), o MetrôRio vai dar gratuidade aos passageiros no dia em que forem imunizados com a segunda e com a dose de reforço. Nesse dia, a volta para a casa de metrô ficará por conta da concessionária. Para participar, é necessário apresentar o comprovante da vacinação no acesso ao transporte, em qualquer uma das 41 estações ou nos ônibus do Metrô na Superfície, junto com um documento de identidade com foto e o Cadastro de Pessoa Física (CPF). A gratuidade é válida apenas para o dia da aplicação. A ação se estenderá até dezembro.

1000 dias da Saúde

Idosos cariocas reforçados

Painel Coronavírus

Vacinados

• 3,61 bilhões no mundo (46,41% da população)
• 6,20 bilhões no mundo (82,66% da população — cumulativo)
• 145,69 milhões no Brasil (68,39% da população)

Segunda dose *

• 2,52 bilhões no mundo (32,7% da população)
• 88,98 milhões de brasileiros (41,77% da população)
* dados aproximados

Casos confirmados no Brasil
• 21.399.546 – acumulado
• 17.756 – novos infectados
• 21.399.546 – recuperados
• 396.723 – em acompanhamento
• 10.183,1 – incidência por grupo de 100 mil habitantes

Mortes confirmadas no Brasil
• 596.122 – óbitos acumulados
• 676 – novas vítimas fatais
• 2,8% – letalidade
• 283,7 – mortalidade por grupo de 100 mil habitantes

Dados vacinais atualizados em 29/09/2021, às 20h

Fontes: Ministério da Saúde, consórcio de veículos de imprensa, Universidade John Hopkins (EUA) e Fiocruz

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.