PATROCINADORES

20 milhões salvos; casos ainda subindo; subvariantes dribladoras

Vacinação reduziu óbitos pela metade

As vacinas contra a covid-19 reduziram o número potencial de mortes globais durante a pandemia em mais da metade no ano seguinte à implementação das campanhas de imunização. As estimativas são de um novo estudo de modelagem matemática publicado nesta quinta-feira (23) pela revista Lancet Infectious Diseases. No primeiro ano dos programas, estima-se que foram evitadas em todo o mundo cerca de 19,8 milhões de vítimas fatais. As estimativas foram baseadas no excesso de mortalidade em 185 países e territórios. O parâmetro é definido pela diferença entre os números observados em períodos anteriores e as perdas de vidas nos mesmos períodos seguintes. O estudo estima que mais 599.300 vidas poderiam ter sido salvas se fosse atingida a meta da Organização Mundial da Saúde (OMS) de vacinar 40% da população em cada país com duas ou mais doses até o final de 2021.

Covid-19 responde por 71% dos casos de SRAG

Os casos de covid continuam crescendo no país desde meados de abril, respondendo por 71,2% das ocorrências de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Os dados são do Boletim InfoGripe, divulgado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), a partir do Sistema de Informação da Vigilância Epidemiológica da Gripe (Sivep-Gripe) até 13 de junho. A análise aponta que a curva nacional de contágio pelo Sars-CoV-2 está em crescimento e que a predominância ocorre nas populações adulta e em crianças e jovens a partir dos cinco anos. Na faixa de zero a quatro anos, verifica-se o predomínio do vírus sincicial respiratório (VSR), seguido de Sars-CoV-2, rinovírus e metapneumovírus.

O que MONEY REPORT publicou

Internações desaceleram em SP

Depois de oito semanas em alta, as internações plo novo coronavírus no estado de São Paulo voltaram a desacelerar. O governo paulista registrou uma queda de 3,3% na média móvel diária de pacientes hospitalizados na 24a semana epidemiológica de 2022, entre 12 e 18 de junho. Foram 528 doentes internados por dia, em média, contra 546 na semana anterior. Os técnicos festejaram os resultados como um sinal que que a curva de hospitalizações pode estar atingindo a estabilidade com viés de queda. A média diária de infectados na semana foi de 6.831, entre 5 e 11 de junho, para 5.741 entre 12 e 18 de junho.

Subvariantes escapam dos anticorpos

As subvariantes BA.4 e BA.5 do coronavírus conseguem escapar dos anticorpos de pessoas que tiveram infecção anterior e até daquelas que já receberam a dose de reforço da vacina, indicam dados obtidos por pesquisadores da Escola de Medicina de Harvard, nos Estados Unidos. No entanto, a vacinação contra a covid-19 ainda fornece proteção substancial contra formas graves da doença e os fabricantes de imunizantes trabalham na atualização dos imunizantes contra as variantes.

Metade das escolas suspende aulas em São Paulo

O novo aumento de contágios registrado em maio em todo o Brasil voltou a afetar as escolas municipais da cidade de São Paulo. Uma pesquisa divulgada esta semana indica que cerca de metade dos estabelecimentos que responderam a um questionário chegou a suspender total ou parcialmente suas atividades presenciais entre 23 de maio e 15 de junho. Sem dados da própria prefeitura sobre o impacto da pandemia, o Crece Central — conselho de pais de alunos que reúne os representantes de todos as escolas do município — fez o levantamento por conta própria.

Painel Coronavírus

Vacinados

Primeira dose: 15,99 milhões no Brasil (7,49% da população)

Segunda dose: 168,54 milhões no Brasil (79,01% da população)

Doses de reforço: 103,14 milhões no Brasil (48,36% da população – dado atualizado de 23/06)


Casos
• 
32.023.166 – acumulado
• 49.970 – média móvel dos últimos 7 dias encerrados em 24/06 (alta de 36,61%)
• 30.566.088 – recuperados
• 786.849 – em acompanhamento, na comparação com 17/06 (alta de 24,44%)
• 15.238,5 – casos acumulados por grupos de 100 mil

Mortes
• 670.229 – óbitos confirmados (acumulado)
• 188 – média móvel dos últimos 7 dias encerrados em 24/06 (alta de 37,22%)
• 2,1% – taxa de letalidade
• 318,9 – óbitos por grupos de 100 mil

– Dados atualizados em 24/06

Fontes: Ministério da Saúde, secretaria estaduais e municipais de saúde, Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), consórcio de veículos de imprensa, Organização Mundial de Saúde (OMS) e Universidade Johns Hopkins

Compartilhe

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.